fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DOS AÇORES SEM COBERTURA NO ACESSO AOS MEDICAMENTOS


GOVERNOS REGIONAL E DA REPÚBLICA NÃO ASSUMEM RESPONSABILIDADE POR BENEFICIÁRIOS DA ADSE
FARMÁCIAS JÁ ADIANTARAM 560 MIL EUROS
DOENTES VÃO PASSAR A PAGAR OS MEDICAMENTOS NA ÍNTEGRA



A ADSE deixou de assumir, desde o dia 12 de Setembro, os encargos com as comparticipações nos medicamentos aos seus beneficiários dos Açores, à semelhança do que aconteceu no passado no Continente e na Madeira.

Mas, ao contrário das anteriores situações, nem o Governo da Região Autónoma dos Açores, nem o Governo da República assumiram, até ao momento, a responsabilidade de continuar a garantir aos funcionários públicos e pensionistas beneficiários da ADSE o acesso aos medicamentos com comparticipação do Estado.

A Associação Nacional das Farmácias tem pedido, insistentemente, essa clarificação há mais de 4 meses junto dos dois Governos.

Porém, desde o dia 13 de Setembro, os 50 mil beneficiários da ADSE nos Açores só continuam a ter acesso a medicamentos comparticipados porque as farmácias estão a adiantar o valor das comparticipações no momento da dispensa.

O montante acumulado atingiu já 560 mil euros.

A Associação Nacional das Farmácias escreveu novamente no dia 8 de Novembro aos dois Governos, manifestando “profunda preocupação com a não resolução e resposta a esta situação, mesmo após todas as insistências”.

“Aguardamos, por isso, comunicação urgente, ou ver-nos-emos na impossibilidade de manter a comparticipação nos medicamentos aos beneficiários da ADSE nas Farmácias da Região Autónoma dos Açores”, expôs ainda a Direcção da ANF.

Lisboa, 12 de Novembro de 2018
Povoação, segunda-feira, 12 de novembro de 2018.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot