fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de páginas

sábado, 13 de agosto de 2022

PARTIU O AMIGO RICARDO FIGUEIRA

De forma derrompante e inesperada rececionei via chamada telemóvel a triste notícia do falecimento do amigo Ricardo Figueira na passada quinta-feira de manhã, 11 de agosto. 

Não está a ser fácil digerir uma má notícia como esta. Custa muito a acreditar. Um rapaz cheiro de vida, um desportista de fibra. Juntos praticamos a modalidade do atletismo federado na equipa do Externato Maria Isabel do Carmo Medeiros, em diferentes estilos, eu na velocidade e salto em comprimento e o Ricardo no corta mato, fundo e meio fundo, foi nosso treinador o professor Alberto Ferreira. Somos os dois de 1973, sendo eu de 15 de maio e o Ricardo de 17 de julho. O Ricardo era um atleta detentor de uma resistência acima da média, como se diz na gíria desportiva um atleta de pulmão cheio.  

“10 ANOS DE ORIGENS” É O NOVO TRABALHO MUSICAL DE RAFAEL CARVALHO  

Em Fevereiro de 2012, na Ribeira Quente e depois no Auditório Luís de Camões em Ponta Delgada, Rafael Carvalho apresentava ao público o seu primeiro álbum, “Origens”.


O carinho e apoio do público tem sido constante ao longo dos anos. Só assim se justificaria o lançamento dos álbuns seguintes: “Paralelo 38” em 2014, “Relheiras” em 2017, “9 Ilhas, 2 Corações” em 2018, “Um Natal à Viola” em 2019 e “Cordas do Mundo” em 2021.


Em 2022 Rafael Carvalho regressa com um álbum comemorativo desses “10 Anos de Origens”: Um álbum duplo, com um CD que contem 20 originais seus para Viola da Terra: 14 desses originais foram escolhidos dos álbuns anteriores e 6 novos temas foram gravados, propositadamente, para este álbum.

sexta-feira, 12 de agosto de 2022

ILHA DO CORVO É PIONEIRA EM EXPERIÊNCIA DE POLUIÇÃO LUMINOSA COM AVES MARINHAS

Foto de: Tânia Pipa
Até 24 de agosto, a ilha do Corvo é alvo de um estudo pioneiro sobre o impacto da poluição luminosa na população adulta de cagarro (ou cagarra, Calonectris borealis). Nesta iniciativa da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e da Câmara Municipal do Corvo, com o apoio do Parque Natural da Ilha do Corvo, a ilha apaga a sua iluminação pública dia sim, dia não, entre as 22h e as 01h30, até 12 de agosto, de forma a avaliar se a poluição luminosa afeta as visitas dos cagarros aos ninhos, no período em que alimentam as crias.   

quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot