fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

domingo, 9 de novembro de 2014

VEREADOR DO P.S.D.P. ENDEREÇA CARTA AO PRESIDENTE DA C.M.P. SOBRE AS TAXAS A APLICAR NAS FURNAS

Foi enviada ao blog “Um Olhar Povoacense” para publicação aos seus leitores a carta endereçada ao Presidente da Câmara Municipal da Povoação sobre as tarifas da zona dos cozidos da lagoa das Furnas e taxa turística do município da Povoação.

De seguida apresentamos essa carta:


                                                      
                                    “Exmo. Senhor
                                     Presidente da Câmara Municipal da Povoação
                                     Largo do Município
                                     9650–411 Povoação

Povoação 7/11/2014

Muito urgente

Assunto: Reunião Ordinária de 7 de Novembro.

Manifestando a minha total perplexidade pelo facto da revogação das deliberações, que criaram as tarifas da zona dos cozidos da lagoa das Furnas e taxa turística do município da Povoação, não constarem da ordem do dia, na sequência de uma deliberação da assembleia de freguesia de Furnas, que reuniu em sessão extraordinária no dia 30 de Outubro e da qual emanou, de forma clara e inequívoca a total oposição do povo das Furnas àquelas deliberações, venho pela presente dirigir-lhe o seguinte apelo:

- A população das Furnas vive maioritariamente do turismo;

- A conjuntura de crise que atravessamos também faz sentir os seus efeitos adversos naquela freguesia, duplamente penalizada pela sazonalidade;

- A implementação de tais medidas carece de estudo económico que as suporte e meça o impacto das mesmas na economia da freguesia;

- Avançar com estas taxas sem estudo económico é um tiro no escuro e uma total irresponsabilidade;

Por estas razões é grande a apreensão dos agentes económicos e da população em geral e há um clima de grande indignação e revolta face à intransigência de Vª. Exa., podendo esta agitação social levar a um desfecho de consequências imprevisíveis, suscetível, inclusive, de por em causa a integridade do concelho da Povoação. A revogação imediata daquelas deliberações é a única via para resolver o problema e acabar com o clima de tensão social que pude testemunhar.

Face ao exposto e porque a revogação imediata das deliberações que criaram as tarifas da zona da lagoa das Furnas e a taxa Turística do Município, independentemente do procedimento administrativo, depende única e exclusivamente da vontade do presidente da câmara, porque a intransigência leva à intransigência, porque há que respeitar o órgão máximo daquela freguesia e porque ninguém pode governar contra o povo, faço-lhe um derradeiro apelo ao bom senso para que, com toda a humildade democrática, proceda à revogação imediata daquelas deliberações.”

Com os melhores cumprimentos,





Dâmaso Vasconcelos

Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot