fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

LAMENTÁVEL O COMUNICADO DO PRESIDENTE DA CM POVOAÇÃO E DISTRIBUÍDO A TODA A POPULAÇÃO DAS FURNAS

Relativamente ao comunicado lamentável, emitido ontem pelo presidente da CM Povoação e distribuído a toda a população das Furnas, vêm os membros da assembleia de freguesia, eleitos pelo Partido Social-Democrata, afirmar o seguinte:

1. O presidente da câmara ficou refém da sua própria arrogância e prepotência, quando afirmou que a taxa era irreversível e, sentindo-se acossado pela força da razão e da contestação popular, refugiou-se no código do procedimento administrativo e no prazo da consulta pública, para ensaiar este número e salvar a face;

2. O presidente da câmara já tinha tomado esta decisão a semana passada e encarregou os membros da junta de freguesia de a comunicar cirurgicamente a alguns empresários, numa manobra clara de os desmobilizar da reunião extraordinária da assembleia de freguesia, que teve lugar no passado dia 21, manobra que não resultou;

3. A prová-lo está a distribuição do comunicado em papel, feita ontem em toda a freguesia e à comunicação social. Se o prazo terminou no dia 24, seria impossível ler todos os contributos e ter as conclusões e o comunicado prontos na manhã do dia 25, como se acabou por verificar;

4. Como ficou provado, o presidente e membros da junta, bem como o presidente e membros da assembleia de freguesia, eleitos pelo Partido Socialista, estavam na posse dessa informação e recusaram transmiti-la à população, encenando um triste e lamentável número de teatro, para favorecer o momento mediático do presidente da CM da Povoação, a quem servem e obedecem cegamente, mesmo contra os interesses da freguesia, que têm o dever de defender;

5. O presidente da câmara da Povoação, com a colaboração dos membros da junta de freguesia das Furnas, tentou dividir a população e montou uma campanha de intimidação, mentira e difamação, sem precedentes em toda a história da freguesia, que foi rejeitada pela população;

6. O presidente da junta, Sandro Ferreira, o vereador Alberto Bulhões e o secretário da mesa da assembleia municipal Rogério Mendonça, votaram favoravelmente estas medidas e, juntamente com o presidente da assembleia de freguesia, Nuno Pimentel e restantes membros da junta e da assembleia eleitos pelo Partido Socialista, defenderam-nas até à exaustão, mesmo sabendo das graves consequências para as empresas, trabalhadores e famílias furnenses. Por eles todas as taxas estariam em vigor!;

7. A campanha de manipulação e as manobras de intimidação, mentira, calúnias e difamação, que já deram lugar a alguns processos-crime, não resultaram e tiveram um efeito contrário na população, que é mais esclarecida do que pressuponham, pelo que esta é uma vitória da verdade e do interesse público sobre a mentira e a rede tentacular de interesses privados, montada e orquestrada pelo presidente da câmara da Povoação com a conivência dos seus aliados na junta e assembleia de freguesia das Furnas;

8. Em todo este processo o presidente e membros da junta, bem como o presidente e membros da assembleia de freguesia, eleitos pelo Partido Socialista, protagonizaram jogos políticos, serviram o seu chefe político, colocaram o seu partido e a obediência partidária acima dos interesses das Furnas e revelaram total impreparação, paras as funções que desempenham, alinhando em manobras políticas deploráveis, condenáveis e totalmente inadmissíveis;

9. Do ponto de vista dos nossos objetivos trata-se apenas de meio recuo, porque falta recuar e revogar as tarifas da lagoa das Furnas, conforme deliberação unânime e soberana da assembleia de freguesia de furnas, que é o órgão máximo da freguesia;

10. Ainda que se trate, nesta fase, de meio recuo, não podemos deixar de nos congratular com esta grande vitória do povo das Furnas, que é um exemplo de democracia participativa e de como os cidadãos se devem unir contra políticos arrogantes e prepotentes, pelo que esta é também uma vitória da democracia;

11. Aguardamos a todo o momento o recuo TOTAL nas tarifas da lagoa das Furnas e não vamos baixar os braços enquanto Carlos Ávila não fizer aquilo que o povo das Furnas, com todo o direito e com toda a justiça, determinadamente lhe exigiu e exige;

12. Os membros da assembleia de freguesia eleitos pelo PSD honraram e vão continuar a honrar a palavra dada e levam muito a sério o seu compromisso eleitoral de defenderem o povo e a freguesia acima de quaisquer outros interesses;

13. Esta é uma vitória do povo, das Furnas e de todos aqueles que, colocando-se do lado e ao serviço do povo abraçaram a bandeira das Furnas e a defesa da freguesia sobre todo e qualquer outro interesse, demonstrado que, quando está em causa o interesse público é possível lutar e vencer os interesses instalados e derrubar aqueles que sendo eleitos pelo povo não têm pejo em governar contra eles;

14. Continuamos a aguardar a revogação das tarifas da lagoa das Furnas e estamos preparados e mobilizados para levar a indignação e a ira popular até ao gabinete do presidente da câmara da Povoação, caso ele mantenha irracionalmente e contra todas as expectativas, a intenção de não recuar nas tarifas da lagoa das Furnas.

Pelos membros da AFF eleitos pelo Partido Social-democrata,

Luís Quental

Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot