fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

terça-feira, 22 de outubro de 2013

TECNOLOGIA ESTÁ A MATAR SAÍDAS ENTRE JOVENS

Hoje os nossos jovens ficam mais tempo em casa agarrados às novas tecnologias em vez de sair para caminhar com os amigos.

É uma verdade bem atual e para quem está bem atento e olhar ao seu redor, mesmo aqui no nosso meio, verá que é uma realidade a falta de convívio e saídas entre os nossos jovens.

A evolução tecnológica já é apontada como causa de sedentarismo, mas não é a única.

Cerca de 25% da população jovem (18-24 anos) caminha, em média, apenas cinco minutos por dia. A culpa, segundo os pais, pode ser atribuída à oferta tecnológica cada vez mais diversificada.

Um estudo, desenvolvido pela seguradora Bupa, revela que os jovens ingleses estão presos aos computadores, telemóveis e outros dispositivos tecnológicos onde mantêm o contacto com o exterior. As suas deslocações ficam assim reduzidas ao mínimo possível e, por norma, sem sequer sair de casa.

No entanto, a tecnologia não é a única causa para o aumento da incidência deste problema. Entre os motivos indicados para não caminhar, estão também as más condições climatéricas, a falta de tempo, a insegurança ou simplesmente o sentimento de cansaço físico.

Paula Franklin, responsável clinica pelo estudo, defende que uma caminhada é a melhor forma de introduzir atividade física no dia-a-dia e pode trazer inúmeros benefícios para a saúde. Por exemplo, uma caminhada diária de 20 minutos reduz de forma significativa a probabilidade do surgimento de um problema cardíaco.

Fonte: Correio da Manhã

Jovens e novas tecnologias: bom ou mau?

É irrefutável o potencial positivo das novas tecnologias no desenvolvimento da nossa sociedade e cultura. Mas quando falamos da atual relação intensa dos nossos jovens com estas tecnologias, quando falamos de jovens que se fecham sozinhos nos seus quartos? Que se isolam da família e das relações presenciais com o seu grupo de pares? Quando pensamos nos conteúdos que os jovens têm hoje acesso em qualquer computador, em casa de amigos ou num outro qualquer ambiente informal? Será que esta informação de acesso fácil e não monitorizada pode evoluir rapidamente de um meio facilitador de acesso ao conhecimento para um fator desorganizador e desestabilizador no desenvolvimento sócio emocional destes jovens?

Realidade virtual é uma adição tal como outras dependências (álcool, tabaco, jogo, drogas, etc.), que utilizada de forma compulsiva e sem controlo reduz a liberdade e altera o comportamento social das crianças e jovens.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot