fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de maio de 2013

CARLOS ÁVILA DESTACA CARGA HISTÓRICA DO FORTE DA MÃE DE DEUS JUNTO DO NOVO COMANDANTE DA ZONA MARÍTIMA DOS AÇORES

O Presidente da Câmara da Povoação recebeu ontem, nos Paços do Concelho, o novo Comandante da Zona Marítima dos Açores, o Contra-Almirante Fernando Manuel Macedo Pires da Cunha.

A visita serviu para uma apresentação de cumprimentos onde foi também tema de conversa a carga história da Povoação como primeiro povoado da ilha de S. Miguel.

O autarca serviu-se da posição estratégica que o Porto da Povoação assumiu, em tempos, na parte leste da ilha, para fazer referência à importância dos restos do Forte da Mãe de Deus, anteriormente conhecido como “Castelo da Povoação” ou de “ Afonso Vaz”.

De acordo com dados históricos o Forte foi construído na segunda metade do século XVI, ao abrigo do programa geral de fortificação da ilha de São Miguel, para proteção dos ataques de pirataria.

Na altura, o Forte da Povoação ocupava uma área de 300 metros quadrados e possuía nove canhoeiras, casa para duas praças, arrecadação para palamenta e um paiol, sendo mesmo considerado um dos melhores fortes defensivos da ilha.

Em 1845, numa dependência do Castelo, foi também instalado uma aula de instrução primária e um destacamento militar que ficava aquartelado no mesmo edifício.

Embora Câmara Municipal da Povoação tenha diligenciado esforços para recuperar o Forte em 1858 junto do governo, o certo é que nada foi feito e em 1881 apenas restavam ruínas e “uma casa térrea”.

Hoje permanece apenas o resto de um edificado com umas brechas de janela que serviam para fazer a vigia. Por cima deste construído existe ainda um farolim, de acordo com os mais antigos, de construção centenária.



Fonte/Fotos: Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal da Povoação

Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot