fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

BALANÇO DO 1.º ANO DE MANDATO: ENTREVISTA COM O PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE ÁGUA RETORTA, SÉRGIO MEDEIROS


Sérgio Luís Cabral Medeiros, nasceu a 26 de Agosto de 1987, natural de Água Retorta, é Licenciado em Geografia Física e Mestre em Geografia Física, Ambiente e Ordenamento do território pela Universidade de Coimbra, Trabalha na Câmara Municipal da Povoação como técnico superior na área de ordenamento do território e ambiente, foi formador na Escola Profissional Monsenhor João Maurício de Amaral Ferreira entre 2016 a 2018, é sócio e membro do conselho fiscal do Clube Desportivo de Água Desportiva, foi músico na Filarmónica Nossa Senhora da Penha de França e é atualmente membro do Grupo de Folclórico da Casa do Povo de Água Retorta.

No passado dia 18 de outubro de 2017, os eleitores da Freguesia de Água Retorta exerceram o seu direito de voto e confiaram o destino da sua freguesia ao filho da terra, Sérgio Medeiros.

Um Olhar Povoacense Que balanço faz deste 1º ano de mandato após ter sido eleito democraticamente a 18 de outubro de 2017.

Sérgio Medeiros (S.M.) – Em termos gerais este primeiro ano foi extremamente positivo. No entanto, é preciso frisar que o que correu menos bem passa, imperativamente, pela conjuntura económica actual e da escassez de financiamento e, por consequência, recursos. São dificuldades que nos deparamos diariamente e tentamos sempre ser resilientes. Aliás, a resiliência é uma característica intrínseca ao povo de água retorta.
Não obstante as dificuldades, com o apoio da Câmara Municipal no que se refere a mão-de-obra e dos acordos de cooperação assinados com o Governo Regional, temos conseguido alcançar a maioria dos objectivos a que nos propusemos. Com uma equipa jovem e dinâmica, temos conseguido envolver a maioria da população e todas as forças vivas da freguesia nas nossas actividades que, do nosso ponto de vista, são a alma de uma freguesia.
Apostamos muito na promoção da freguesia no que se refere à cultura e gastronomia, tendo a Mostra Gastronómica deste anos sido a mais visitada de sempre. Agora na época de Natal, temos em exposição o presépio tradicional com cerca de 200 m2, uma autêntica obra de arte e um chamariz turístico para a freguesia.
No primeiro ano deste mandato, tínhamo-nos comprometido em construir um parque de merendas na Fajã do Calhau. Estamos no final do ano e este parque já se encontra em fase de conclusão. Não conseguimos fazer tudo ao ritmo que desejamos mas, devagar, vamos cumprindo aquilo a que nos propusemos.
U.O.P. - Quais são as principais prioridades para os próximos anos na Freguesia de Água Retorta?

S.M. – Água Retorta começa a estar na moda. Ao longo deste ano, temos verificado que há muitos turistas a nos visitarem e a adquirir casa na freguesia. Isto deixa-me deveras satisfeito. Sabemos que temos grande potencial no que se refere ao turismo do silêncio. O turismo do silêncio veio para ficar, com férias que fogem aos resorts cliché ou ao stress e vícios dos centros urbanos. Busca-se repouso, espiritualidade, retiro, simplicidade, paz. Silêncio apenas. Água Retorta oferece isto tudo para além de paisagens deslumbrantes. É uma montanha à beira mar.

As prioridades para os próximos anos são essencialmente a divulgação da freguesia e do seu potencial turístico e, por consequência, criar condições para os locais e para quem nos visita usufruírem da nossa beleza singular. Obviamente que o objectivo é também criar riqueza e emprego para as nossas gentes. Estamos preocupados com o desemprego, principalmente o desemprego jovem. Se criarmos condições para que Água Retorta seja procurada pelas suas características naturais e culturais que impulsionam o turismo, haverá então condições de investimento na freguesia e por consequência emprego.

Existem várias prioridades, sendo estas resolvidas conforme o orçamento disponível e os apoios recebidos. A requalificação dos moinhos de água e vento, a construção de um estacionamento junto à Casa do Povo e Escola, a requalificação do campo de jogos e parque infantil, a construção de casas de banho públicas na Lomba das Fagundas e a pavimentação de algumas ruas, são o nosso compromisso para os próximos anos.  

A nossa prioridade principal é o bem-estar da população. É preciso resolver os problemas do quotidiano e, só depois, passar a uma vertente mais abrangente.  Ultrapassados esses problemas, estamos empenhados em criar condições para que seja apetecível visitar e investir em Água Retorta.

U.O.P. - O que é que os munícipes da sua freguesia podem esperar de novo em 2019?

S.M. – Estamos conscientes que a Junta de Freguesia não tem capacidade para realizar tudo o que pretende. No entanto, com o apoio ca Câmara Municipal e do Governo, queremos avançar já no início do ano com a construção de um parque de estacionamento junto à escola e Casa do Povo. É uma obra urgente. Temos tido vários eventos nas zonas adjacentes e não há espaço para estacionar. Será também muito mais cómodo para os país das crianças e professores poderem estacionar os carros junto à escola, principalmente em dias de chuva.
Uma outra novidade que posso também anunciar, tal como já referi em cima, é a substituição do piso sintético do campo de jogos. Actualmente está completamente degradado fruto do uso intensivo a que foi sujeite. Mas é um excelente indicador de que as nossas crianças e jovem praticam desporto. A Câmara Municipal em colaboração com a junta, irá investir cerca de 25.000 euros na sua substituição em 2019.
É também em 2019 que esperamos adquirir uma carrinha de 9 lugares que muito tem feito falta às nossas crianças e idosos. Concluímos a candidatura ao PRORURAL este ano e estamos esperançados de que será aprovada.
Por fim, as pessoas podem esperar de nós ainda mais empenho, dedicação e compromisso na causa pública em prol do desenvolvimento de Água Retorta e do bem-estar de toda a sua população e entidades, sem excepção.
U.O.P. A quadra festiva do Natal é por si só promotora da união, partilha, amizade entre as populações, que mensagem deixaria aos seus munícipes e comunidade emigrante?

S.M. – Gostaria de desejar ao povo de água Retorta e à comunidade na diáspora que, durante todo o novo ano, este espírito natalício esteja presente em todos os lares desta pitoresca freguesia.

Esta mensagem é extensível a todos os filhos da terra que vivem e trabalham em países de emigração, sempre com a sua terra no coração. Para eles, envio também uma palavra de apreço e de amizade.

Em meu nome pessoal e do Executivo desta Junta de Freguesia desejo a todos um Bom Natal e um Ano Novo cheio de realizações pessoais e profissionais com saúde e paz, na esperança de um futuro melhor para todos.

Povoação, terça-feira, 18 de dezembro de 2018.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot