fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

BALANÇO DO 1.º ANO DE MANDATO: ENTREVISTA COM O PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE POVOAÇÃO, JOSÉ FERREIRA


José Daniel Cardoso Ferreira, nasceu a 15 de Dezembro de 1970, natural de Povoação, possui como habilitações literárias o nono ano de escolaridade, desempenha as funções de Coordenador Técnico na Câmara Municipal da Povoação.

Em toda a sua vida, demonstrou sempre uma forte ligação às instituições da Povoação tendo participado em algumas delas:

- Aos sete anos de idade, logo após a sua primeira comunhão, iniciou uma participação assídua e ativa como acolito e colaborador em todas as celebrações e festividades religiosas na Paróquia de Nossa Senhora Mãe de Deus, até à idade dos dezassete anos, tendo também sido membro e fundador de um grupo de jovens e legionário, e junto com muitos outros paroquianos os responsáveis e realizadores de todos os trabalhos necessários na manutenção da Igreja e nas festas, pois ao longo desses anos não existiu comissão de festas;

- Músico executante durante catorze anos na Filarmónica Marcial Troféu, tendo também exercido as funções de Contramestre da mesma Filarmónica;

- MESTRE DE ROMEIROS, desde 1989, responsável pela organização, preparação e orientação das romarias quaresmais da Paróquia da Povoação, bem como, das estadias de todos os ranchos que pernoitam na freguesia da Povoação;

- Bombeiro voluntário de 2ª Classe, na situação de atividade no quadro ativo desde 1988 e até 2009;

- Presidente da Assembleia de Freguesia da Povoação, no mandato de 2005 a 2009;

- Presidente da Junta de Freguesia nos mandatos de 2009 a 2013 e  2013 a 2017;

- Tesoureiro da Cooperativa Celeiro da Terra, economia solidária, desde outubro de 2009 até á presente data;

- Irmão da Santa Casa da Misericórdia da Povoação;

- Foi Secretário do Conselho Pastoral Paroquial de Nossa Senhora Mãe de Deus da Vila da Povoação;

- Secretário da Comissão de Festas da Vila da Povoação no triénio de 2010 a 2012;

- Mordomo das Festas do Divino Espírito Santo, da Vila da Povoação, durante nove anos, tendo ainda sido colaborador durante mais oito anos e Mordomo do Império da Ascensão da Lomba do Carro, durante quatro anos.

No passado dia 1 de outubro de 2017, os eleitores da Freguesia de Povoação exerceram o seu direito de voto e voltaram a confiar ao filho da terra José Daniel Cardoso Ferreira a presidência da sua Junta de Freguesia.

Um Olhar Povoacense Que balanço faz deste 1º ano de mandato após ter sido eleito democraticamente a 18 de outubro de 2017.

José Daniel Ferreira – No cômputo geral considero que foi bastante positivo, contudo e sempre na perspectiva de conseguir mais e melhor, fica sempre algum sentimento de insatisfação. Mas efetivamente conseguiu-se atingir todos os objectivos que tinham sido delineados.

U.O.P. - Quais são as principais prioridades para os próximos anos na Freguesia da Povoação?

J.D.F. – Relativamente ao que é competência da Junta de Freguesia, continuar a acompanhar, reivindicar, propor, colaborar e até fazer todas as parcerias possíveis para apoiar e contribuir na criação de emprego e na realização de obras já conhecidas e esperadas por todos e que são extremamente relevantes para a Povoação, entre outras que esperamos concretizar em parceria com a Câmara Municipal da Povoação e com o Governo Regional. 

U.O.P. - O que é que os munícipes da sua freguesia podem esperar de novo em 2019?

J.D.F. – A nossa atuação e atividades são para continuar nos mesmos moldes que tem vindo a ser realizadas, sempre é claro, abertos e disponíveis para novas ideias, propostas, opiniões e críticas construtivas. Contudo seria incorreto da minha parte, correndo até o risco de não conseguir fazer muito, de não dizer que em 2019 é uma prioridade a construção, recuperação e melhoramento de espaços e edificações colectivas, algumas propriedade da Freguesia, que sempre estiveram presentes nas nossas espectativas e que por constrangimentos de várias ordens fomos obrigados a ir adiando. Aproveitando esta oportunidade para alertar e pedir mesmo que cada vez mais se respeite e mantenha as condições desses espaços e infra-estruturas, que não se vandalize aquilo que é nosso mas também dos nossos descendentes e ascendentes.   

U.O.P. A quadra festiva do Natal é por si só promotora da união, partilha, amizade entre as populações, que mensagem deixaria aos seus munícipes e comunidade emigrante?

J.D.F. – Sempre que tenho oportunidade, gosto particularmente, de pedir que esse espírito que se vive na quadra Natalícia, seja ou pelo menos se tente ser o mesmo no dia-a-dia, a começar por mim, que tenhamos a capacidade de nos aceitarmos tal qual somos e de valorizar o ser muito mais do que o ter. Gostaria também de aproveitar esta oportunidade para desejar os maiores sucessos e felicidades a todos e que o Natal seja repleto de união familiar e amizade, que se prologuem pelo novo ano que se aproxima. Mas não podemos nos esquecer que a nossa felicidade e os nossos sucessos, dependem essencialmente dos outros.

Povoação, Quinta-feira, 20 de dezembro de 2018.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot