fazer um site gratis no aqui

Número total de visualizações de página

sábado, 25 de maio de 2019

FESTAS DO SENHOR SANTO CRISTO EM MONTREAL PRESIDIDAS PELO PÁROCO DAS FURNAS E RIBEIRA QUENTE

Festas do Senhor Santo Cristo muito participadas em Montreal 
Em anos anteriores, a propósito das Festas do Senhor Santo Cristo, muitos punham em dúvida a continuação destas festividades. Isto porque se notava ultimamente um «deixa andar» evidente. 
De tal forma que poucas eram as pessoas interessadas em tomar as rédeas desta grande manifestação religiosa da comunidade. 
Há até quem diga que a efetivação das Festas do Senhor Santo Cristo, que acabam de comemorar 52 anos, estiveram mesmo em vias de acabar. 
Mas houve bom senso e elas aí estão as Festas do Senhor Santo Cristo de Montreal de 2019 para o provar. 

Tinha razão o saudoso padre José Maria Cardoso quando decidiu entregar a responsabilidade de organizar as Festas do Ecce Homo à Associação Saudades da Terra QuebeQuente, que tem como presidente Roberto Carvalho. 
Sermão do Padre das Furnas 
Presididas pelo repetente padre Ricardo Pimentel – presidiu-as em 2018 – que veio das paróquias da Ribeira Quente e Furnas, as Festas do Senhor Santo Cristo começaram com a celebração da Missa, com a Igreja Santa Cruz completamente cheia. 
Na homilia, o padre micaelense a todos prendeu com as suas palavras centradas em Jesus Cristo que «... é Rei que não condena ninguém, mas que a todos acolhe». 
E logo mais adiante «... nestes dias de festa reaprendemos que a vitória de Jesus é a vitória do amor, não da arrogância ou da violência». 
Muitas palmas para o apreciado orador que contou com a colaboração do diácono António Ramos e do padre Adam Laskarzewski, responsável da paróquia da Missão Santa Cruz. 
Foi o Grupo Coral Santo Cristo,
 com direção de Filomena Amorim, quem animou musicalmente a Missa. 
“Milagre” de bom tempo 
Terminada a solene homilia, todos se viraram para a procissão, que saiu da Igreja Santa Cruz para percorrer o giro habitual: Ruas Rachel/Clark/Villeneuve/Saint-Urbain/Rachel e de novo Santa Cruz. 
Com os meteorologistas a anunciarem chuva para a maior parte do dia, o que pode dizer-se é que «houve milagre», pois a procissão, uma das maiores dos últimos anos, como o próprio Roberto Carvalho haveria de nos confirmar, realizou-se debaixo de sol radioso, deixando os mais crentes incrédulos ao afirmaram que «Foi Jesus que fez este milagre!». 
Milagre ou não, a verdade é que a extensa procissão se desenrolou da melhor maneira, com muita participação da comunidade, quer assistindo ao cortejo, quer tomando parte nele, desde os ranchos folclóricos, associações diversas e entidades comunitárias e políticas. Aqui é de destacar a presença do embaixador de Portugal, João Câmara. Pela primeira vez em muitos anos, um embaixador desloca-se de Otava – viagem de 3 horas – para participar nas Festas do Senhor Santo Cristo em 
Montreal!
 A procissão, onde o imponente andor do Ecce 
Homo foi por todos venerado, contou com a participação das Filarmónicas Portuguesa de Montreal e do Divino Espírito Santo de Laval. 
Filarmónica vinda de Alberta 
Novidade foi a presença da Filarmónica Portuguesa de Calgary (província de Alberta), que depois de brilhante participação num concurso em Otava, que lhe valeu arrecadação de prémio, veio até Montreal dar brilho às Festas do Senhor Santo Cristo. 
É preciso dizer que no sábado, ao fim da tarde, a imagem do Senhor Santo Cristo saiu do seu Habitat (capela própria) para dar a volta ao recinto da Igreja e receber as salvas dos peregrinos, isto perante a atuação do Grupo Coral de Santa Cruz e do roncar das motas Davidson... 
Artistas animaram a Festa 
A parte profana também esteve à altura dos desejos da população da comunidade. Diremos mesmo que a vinda de artistas apreciados também elevaram as festividades a um nível há muito arredio destas paragens. 
Os comes e bebes ajudaram igualmente à festa... 
No sábado, atuou Zé Amaro e a sua banda. 
Escusado será dizer que os muitos nortistas residentes em Montreal não quiseram perder a oportunidade de apreciar um cantor com cartel, vindo das suas regiões. 
Já no domingo, dia maior das festas, foi o Starligth e o seu vocalista, Toni Melo, quem deram show! Um espetáculo magnífico! A condizer com a festa dos 35 anos de carreira que estavam a comemorar. 
Arraial e DJ 
No entremeio daqueles artistas, participaram no arraial as Filarmónicas Portuguesa de Calgary e do Divino Espírito Santo de Laval, com a classe que se lhes reconhece. 
Entretanto, como DJ de serviço, esteve o popular DJ Moreira. 
Por Norberto Aguiar, em Montreal, Canadá 
Exclusivo LusoPresse/Diário dos Açores 

Informação endereçada pelo Furnense Dr. Gualter Furtado da qual agradecemos.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores

As mais vistas dos últimos 7 dias

Arquivo do blogue



 
Powered by Blogspot