fazer um site gratis no aqui

quarta-feira, 10 de maio de 2017

INSTITUIÇÃO DE ACÓLITO DO SEMINARISTA FURNENSE NUNO FIDALGO

Em domingo de bom pastor, D. João Lavrador instituiu mais um seminarista no ministério de Acólito

A Paróquia de S. Pedro da Ribeirinha, na Ilha Terceira, celebrou esta tarde a Instituição no Ministério de Acólito do Nuno Fidalgo, aluno do 5º ano do Seminário, natural da Paróquia das Furnas (São Miguel), e dos candidatos ao diaconado permanente, Henrique Lima e Heriberto Brasil.

O bispo de Angra desafiou os jovens a descobrir o “fascínio sempre atual da figura de Jesus”, de deixarem-se “interpelar e provocar pelas suas palavras” e assim fazerem a diferença numa sociedade que vive a “generalizada sensação duma fé cansada ou reduzida a meros deveres a cumprir”.

No dia em que se assinala o Dia Mundial da Oração pelas Vocações, e também o domingo do Bom Pastor, D. João Lavrador lembrou que todos os cristãos, em particular quem serve o altar, têm um itinerário que devem procurar cumprir.

“Conformai a vossa vida com o serviço que vos dispondes a realizar. Imitai Aquele que através de vós chega ao coração dos irmãos e aprofundai em vós a atitude de adoração a Jesus Cristo presente na Eucaristia”, disse durante a homilia.

Dirigindo-se particularmente aos instituídos, o prelado diocesano lembrou que faz parte da missão de todo o cristão “testemunhar a vida abundante que Jesus Cristo nos oferece” até porque “Ainda há muitos que não conhecem a voz de Jesus de Nazaré e por isso andam a seguir outros”.

“O Bom Pastor é um só, Jesus Cristo que na Sua Páscoa se oferece por toda a humanidade de todos os tempos de modo a que haja um só rebanho e um só Pastor” ressalvou.

“Pertence-vos a vós, instituídos no ministério de acólitos, valorizar este serviço litúrgico de modo a que muitos jovens e mesmo adultos queiram oferecer-se no serviço do altar, saboreando a riqueza da graça que o manancial de vida que brota da Eucaristia oferece a todo aquele que dele se aproxima” frisou recordando a necessidade de cativar cada vez mais jovens para a igreja.

Durante a homilia da missa que assinalou a celebração diocesana do Dia Mundial da Oração pelas Vocações, o bispo de Angra dirigindo-se às comunidades cristãs em geral sublinhou a importância de se “sobre o itinerário que nos é proposto para caminharmos numa experiência verdadeira de vida cristã. Ela só poderá acontecer se escutarmos o apelo de Jesus Cristo e se despertar em nós o arrependimento e o desejo de seguimento”.

“Nós seguimos a Jesus de Nazaré e não qualquer ideia. O seguimento de Jesus implica uma adesão a Ele, uma convivência com Ele e aceitar o dinamismo da missão que d’Ele provem”, concluiu.

Esta Missa na paróquia da Ribeirinha foi concelebrada por inúmeros presbíteros terceirenses e culminou uma semana intensa de actividades em toda a diocese, sob o lema “Queres dar-te a Deus?”.

Na sua mensagem para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, o Papa Francisco destaca a importância da Igreja Católica “voltar a encontrar o ardor do anúncio e propor” o seguimento de Cristo, sobretudo aos jovens.

Fonte: IA

Povoação, quarta-feira, 10 de Maio de 2017.


Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot