fazer um site gratis no aqui

terça-feira, 14 de agosto de 2018

REVISÕES ESTATUÁRIAS DA FUNDAÇÃO MARIA ISABEL DO CARMO MEDEIROS 


A propósito das muitas dúvidas e desconfianças sobre as alterações estatutárias que se efectuaram durante todos estes anos na prestigiada Instituição concelhia Fundação Maria Isabel do Carmo Medeiros, houve a necessidade de adaptar os Estatutos às novas situações que foram surgindo.

Por vezes o que se diz e fala à boca pequena não corresponde à realidade dos factos.

O quadro abaixo não me é possível apresentá-lo de outra forma por ausência de meios/ferramentas apropriados para tal, para a aproxima semana já com os meios adequados postarei o mesmo da forma original que foi endereçado ao Um Olhar Povoacense para uma melhor compreensão do mesmo. 

FUNDAÇÃO MARIA ISABEL DO CARMO MEDEIROS 

REVISÕES ESTATUTÁRIAS 

___________________________________________________________________________

DATA

1962

4 capítulos e

23 Artigos

______________________________________________________________________________

EXISTENTE 

Art.º 8º

A administração e orientação de toda a vida da Fundação será confiada a uma Direcção e a um Conselho Geral.

______________________________________________________________________________

 ALTERADO

Já foi alterado

_____________________________________________________________________________

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 EXISTENTE 

Art.º 9.º

A Direcção será composta por um Presidente e dois vogais.

1.º O Presidente e o Presidente substituto da Direcção serão nomeados pelo Fundador.

2º Os vogais efectivos e substitutos serão designados pelo Presidente, mas a sua escolha será homologada pelo Conselho Geral.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALTERADO

Já foi alterado

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

_____________________________________________________________________________

DATA

25.11.1986

(D. Aurélio)

5 capítulos e

25 Artigos

______________________________________________________________________________

EXISTENTE 

Art.º 6.º

A Gerência da Fundação é exercida pela Direcção.

Haverá ainda um Conselho Fiscal e um Conselho Geral

___________________________________________________________________________

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existente 

 Art.º 8.º

O Presidente será nomeado pelo Prelado Diocesano. Os restantes membros que fazem parte da Direcção, serão indicados pelo Presidente, mas carecem da confirmação do Prelado Diocesano

---------------------------------------------------------------------–---------------------------------------------------------

 ALTERADO 

Continua até ao presente

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

________________________________________________________________________

DATA

22.03.2010

(D. António de Sousa Braga)

5 capítulos e 25 Artigos

___________________________________________________________________________

Existente 

Art.º 1.º

3. Esta Fundação propõe-se atingir os seguintes objectivos:

a –

b –

c –

___________________________________________________________________________

ALTERADO 

Art.º 1.º

3. Esta Fundação propõe-se atingir os seguintes objectivos:

a –

b –

c –

d – Promover e divulgar investigação científica.

____________________________________________________________________________

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 EXISTENTE 

Art.º 18.º

Do Conselho Geral

(foi ampliado, embora um pouco "contra vontade" do senhor Dom António que considerou um pouco exagerado)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALTERADO 

Art.º 18.º

- um representante da Câmara Municipal

- um representante da Assembleia Municipal

- O Ouvidor Eclesiástico

- A Autoridade Sanitária do Concelho da Povoação

- um representante da DRSS

- um representante da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia da Povoação

- um representante do Conselho de Administração do Centro de Saúde da Povoação

- um representante de cada Junta de Freguesia do Concelho

- um representante da DR da Educação

- um representante da Direcção de cada Cooperativa de Economia Solidária do Concelho

- um representante da Direcção dos Bombeiros Voluntários da Povoação

- um representante dos Funcionários da Fundação

- um representante da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

_____________________________________________________________________________

DATA 

07.07.2015

(D. António de Sousa Braga)

4 capítulos e 23 Artigos

______________________________________________________________________________

 EXISTENTE 

Alteração geral proposta às IPSS pela Diocese para se adaptar à legislação da revisão da Concordata

_______________________________________________________________________________

 ALTERADO 

Alteração geral proposta às IPSS pela Diocese para se adaptar à legislação da revisão da Concordata

______________________________________________________________________________

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

DATA 

17.05.2018

(D. João Lavrador)

4 capítulos e 24 Artigos

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

EXISTENTE 

Art.º 18.º

Do Conselho Geral

(foi reduzido devido à falta de comparência dos membros nas reuniões)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALTERADO 

 Art.º 18.º

Do Conselho Geral

---

- O Ouvidor Eclesiástico

- um representante da Câmara Municipal

- um representante da Assembleia Municipal

- um representante da EBS da Povoação

- um representante da Santa Casa da Misericórdia da Povoação

- um representante do Centro de Saúde da Povoação

- um representante de cada Valência da Fundação

- um representante de cada Cooperativa de Economia Solidária do Concelho

- um representante dos Funcionários da Instituição

 __________________________________________________________________________

NOTA FINAL

Foram estas as alterações estatutárias que se efectuaram durante todos estes anos. Penso que em nenhuma delas se "feriu de legalidade" os Estatutos originais. Houve, isso sim, que adaptar os Estatutos às novas situações que foram surgindo. Lembro, por exemplo a pequena alteração feita a 22.03.2010, motivada pela entrega do OMIC à Fundação. O que, feliz ou infelizmente, foi sol de pouca dura. O mesmo se pode afirmar da alteração realizada na mesma data relativamente à ampliação do Conselho Geral, ou à redução do mesmo na revisão se 17.05,2018.

Quem quer ver maldade, segundas intenções, ou má-fé nestas alterações, está no seu direito de assim pensar. No entanto, talvez não seja essa a maneira mais correcta de se posicionar perante os factos.

 

Povoação, 13 de Agosto de 2018

 

O Presidente

 

Pe. Octávio de Medeiros

 

 

3

 Povoação, terça-feira, 14 de agosto de 2018.

domingo, 12 de agosto de 2018

 VIAGEM PELOS AÇORES

Ilha de Santa Maria

Terra de sol e de barro

E da mais bela olaria

Com a marca de um cagarro


 Ilha de São Miguel

Onde cabem as outras Ilhas

Terra do trigo, do leite e do pastel

E de muitas e muitas maravilhas


 A Ilha de Jesus é a Terceira

Do gado bravo e da tourada

É de todas a primeira

Da festa e danças de espada


 Ilha sempre Graciosa

Das pedras brancas e do vinho

Da baleia de pedra formosa

E do enxofre e do painho


 Ilha de São Jorge

Dos nortes, rosais e manadas

Dos queijos, cubres e alforge

E das Fajãs lindas e prendadas


 Ilha Montanha do Pico

Das adegas e da Piedade

Do ambiente deslumbrante e rico

Que nos deixa muita saudade


 Ilha da Caldeira do Faial

Com os Picarotos como vizinhos

Do Gin, das baleias e da marginal

E do Vulcão dos Capelinhos


​Ilha fronteira das Flores

Das Fajãs e Rocha dos Bordões

Rainha das belezas dos Açores

Da laurissilva e dos novelões


 Ilha pequena do Corvo

Da Lagoa do Caldeirão

Grande pelo seu Povo 

Orgulho da nossa Região


Gualter Furtado


Povoação, domingo, 12 de agosto de 2018.


 

sábado, 11 de agosto de 2018

QUAL O BISPO QUE SE SEGUE???

Agora é um desfilar de Bispos nas Festas religiosas dos Açores: D.Nuno Almeida, Bispo auxiliar de Braga, presidiu às festas do Senhor Bom Jesus Milagroso em São Mateus do Pico; D. Wieslaw M. Spiewak, Bispo da Diocese de Hamilton, Bermudas, preside às festas em honra de Nossa Senhora dos Anjos, em Água de Pau, em S. Miguel.


Vamos a ver quem é o próximo que se segue. Isto é uma vergonha! Tanto desemprego camuflado nos Açores. Tanta pobreza envergonhada, entre nós. E, apesar de tanta “miséria não assumida”, algumas das nossas paróquias “convidam”, não se sabe a que cargas de água, Bispos vindos de longe… De muito longe...! Pobre Povo que, neste caso, deve ser quem menos ordena. E, se ordena desta maneira, é bem inconsciente.

Padre Octávio de Medeiros

Pároco de Água Retorta


terça-feira, 7 de agosto de 2018

PARABÉNS PE. JOÃO PONTE


O Padre João Manuel Oliveira da Ponte, pároco da Matriz da Povoação, nasceu a dia 7 de agosto de 1985 e está hoje em festa.

Recorde-se que o Pe. João Ponte Chegou à Paróquia de Nossa Senhora Mãe de Deus no dia 8 de setembro de 2013 como Pároco in solidum com o Padre Octávio de Medeiros (moderador).


 
Powered by Blogspot