fazer um site gratis no aqui

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

HOMENAGEM À EDUCADORA ANABELA NEVES

Amiga Anabela

Lembro-me bem de ti quando chegaste. Estavas insegura sobre o que seria o futuro nesta terra, então, desconhecida, mas segura e determinada no propósito de atingires a tua estabilidade profissional e assegurares o melhor para os teus filhos. Tinhas contigo a Joana e o Diogo, lembras-te? E não descansaste enquanto não reuniste a família: logo a seguir veio o Paulo  (teu marido) e depois o teu filho Carlos. Mais tarde nasceu o Bernardo.

Foste uma lutadora... Lutaste e conseguiste construir uma família linda e alguma estabilidade na vida. Tinhas tudo para ser feliz, mas foste atraiçoada pela doença!


Sou testemunha da grande mulher e mãe que sempre foste. Foste?! Não! Acredito que vais continuar a ser, pois lá do alto do Céu irás iluminar sempre o caminho de todos os que amas e que agora choram a tua perda.

A tua curta passagem pela vida não ficou marcada apenas pelo teu núcleo familiar. Também foste uma excelente profissional, colega e amiga. Foram muitos os momentos de trabalho partilhados lado a lado e que todos recordaremos com tantas saudades!

A tua dedicação e empenho eram visíveis e o carinho dado às crianças inesquecível. Valeu a pena, Anabela, porque tudo te era retribuído pelo fascínio e admiração que as crianças sentiam por ti. Tu deste um forte contributo para a formação de muitas crianças povoacences e, certamente, que serás sempre lembrada com respeito e carinho por todas elas. 

A tua passagem por aqui marcou para a vida algumas gerações. É possível, até, que a tua história passe de pais para filhos e  que passes a fazer parte não só do passado mas também do presente das gerações vindouras.

Ficarás nos nossos corações e na nossa memória para sempre.

Foi bom, muito bom enquanto te tivemos junto a nós e é triste, mesmo muito triste termos de nos despedir.

A Povoação perde um excelente ser humano e a nossa escola ficará triste e gelada sem a tua boa disposição e o teu sorriso. Alunos, professores, educadoras e assistentes operacionais choram, agora com a tua ausência.

Até aqui, alimentámos sempre a esperança de que um dia ias voltar. Hoje sabemos que não voltaremos a ter a tua presença física. Contudo, sempre que entrarmos na tua sala todas as recordações serão despertadas em nós e a saudade irá apertar. Talvez uma lágrima tente rolar pela face de nossos rostos, mas aí pediremos conforto a Deus e acreditaremos que um dia nos iremos encontrar no Reino do Céu.

Até um dia, Anabela

Por: Maria Piedade Pimentel

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot