fazer um site gratis no aqui

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

ÁREA DE CULTIVO DE MILHO CRESCEU MAIS DE 50% NOS AÇORES

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente revelou hoje, em Ponta Delgada, que, desde o início do anterior Quadro Comunitário de Apoio e até 2015, verificou-se nos Açores um crescimento de mais de 50% da área cultivada com milho, o que corresponde a um aumento de quase 3.700 hectares.

“Passamos de 7.300 hectares, em 2007, para mais de 11.000 em 2015”, afirmou Luís Neto Viveiros na sessão de abertura do 8.º Colóquio Nacional do Milho, considerando, por isso, que “faz todo o sentido” a realização deste encontro nos Açores, “onde a cultura é de facto importante e releva no rendimento das explorações”.

Luís Neto Viveiros, que presidiu à sessão em representação do Presidente do Governo, frisou que “a alimentação animal de qualidade é naturalmente uma das variáveis que não pode ser ignorada” no desafio da redução de custos e aumento da qualidade.

Nesse sentido, o titular da pasta da Agricultura salientou que “o milho, enquanto cultura arvense mais relevante na Região, constitui-se como fator de produção decisivo ao sucesso das explorações açorianas”.

O Secretário Regional, que considerou da maior importância a realização deste colóquio pela “pertinência dos temas” e pela “atualidade para o setor agropecuário, atualmente confrontado com especiais desafios que importa vencer”, afirmou que “defender e apoiar a agricultura em cada uma das parcelas do território nacional, é defender a capacidade produtiva e independência alimentar nacionais”.

“E é, também, contribuir para a preservação e promoção daquela que é a nossa multifacetada identidade coletiva e, como tal, alavanca de desenvolvimento que se quer sustentado e sustentável”, acrescentou.

Luís Neto Viveiros frisou que “esta é a firme posição que norteia a atuação do Governo dos Açores, convictos, ainda, do forte contributo e efeito catalisador que a agricultura representa para outros setores de atividade, desde o turismo, aos serviços e às indústrias”.

“Por isso, vamos continuar a criar todas as condições ao nosso alcance para que a agricultura regional reforce a sua competitividade e a sua imagem de marca, fortemente associadas à qualidade e à natureza”, ou seja, para que continue "a contribuir para a criação de riqueza, na Região e no país”, afirmou o Secretário Regional.

O 8.º Colóquio Nacional do Milho, que conta com o apoio do Governo dos Açores, é promovido pela ANPROMIS - Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo, em colaboração com a Associação Agrícola de S. Miguel.


Fonte: GaCS/OG / U.O.P.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot