fazer um site gratis no aqui

domingo, 24 de janeiro de 2016

CONSTRUTOR DE SÃO JORGE FREQUENTA CURSO DE “LUTERIA” NO BRASIL

Raimundo Leonardes, natural do Topo, Ilha de São Jorge, é um dos construtores de instrumentos da nova geração mais reconhecido nos Açores. As suas Violas da Terra possuem características de sonoridade, afinação e construção que o tornam já uma referência no panorama da construção regional.

 Para além disso, é um dos grandes pioneiros na “eletrificação” das Violas da Terra, com excelentes resultados práticos para a mobilidade dos artistas em palco e para uma melhor captação do som do instrumento em palcos e contextos que o exijam.

De 18 a 24 de janeiro o construtor está a frequentar o “Curso de Luteria” ministrado por Luciano Borges, no Brasil, com o objetivo de expandir a sua formação na construção de instrumentos, nomeadamente no Violão e Viola Caipira, os instrumentos base deste curso.

Neste curso aprende-se a fundo todos os pormenores inerentes à construção. Desde a escolha de madeiras, técnicas de trabalho como o corte, colagem, envernizamento, reforços da caixa, reforços das ilhargas, vias sonoras do tampo, entalhe do braço e muitos outros.

De forma prática e intensiva, durante uma semana, todos os alunos constroem os seus próprios instrumentos sob a orientação do Professor Luciano Borges e uma equipe de Luthiers disponíveis para auxiliá-lo durante todo o processo. Este é o “15.º Curso de Luteria de Viola e Violão”, conta com um limite de 12 inscritos, e, no final do curso, cada formando traz consigo o instrumento construído.


Apesar da técnica de construção de Raimundo Leonardes ser já bastante desenvolvida, e de qualidade reconhecida, este Luthier Jorgense acredita que ainda tem margem para progredir. Com esta convicção assumiu, ele próprio, todas as despesas de deslocação e de inscrição neste curso, procurando uma formação mais específica e profissional que não existe na região. Ao mesmo tempo, adquire outras perspectivas, novas ideias e conhecimentos quanto a outras formas de melhorar os processos que já domina na construção de instrumentos musicais, que serão uma mais valia para as Violas da Terra que constrói e outros instrumentos de corda, e que podem ainda vir a ser partilhadas com outros construtores da nossa Região, caso se criem condições para formações na área ao nível Açores.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot