fazer um site gratis no aqui

sábado, 12 de agosto de 2017

CONCELHO DA POVOAÇÃO NO PÓDIO DOS CONCELHOS MAIS JOVENS DO PAÍS

Até quando vão as ilhas ser um exemplo de juventude?

Açores e Madeira já não são as “ilhas fecundas” que foram todo o século XX, mas continuam ter os concelhos mais jovens do país. No Dia Mundial da Juventude, olhamos para arquipélagos. E procuramos explicações.

Na Ribeira Grande, por cada cem pessoas em idade activa (entre os 15 e 64 anos), quase um quarto tem menos de 25 anos. E este continua a ser o concelho do país onde nascem mais bebés por mil habitantes. É um dos poucos exemplos que restam das “ilhas fecundas” que os Açores e Madeira foram no século XX.

Apesar de a maioria dos concelhos seguir uma direcção inversa à Ribeira Grande, vendo diminuir o número de nascimentos a cada ano, os arquipélagos ainda se mantêm no pódio, com os concelhos mais jovens do país: oito dos dez municípios com maior peso da população activa jovem ficam aqui. São eles Ribeira Grande (Açores), Câmara de Lobos (Madeira), Vila Franca do Campo (Açores), Lagoa (Açores), Ponta do Sol (Madeira), Vila do Porto (Açores), Povoação (Açores), Ribeira Brava (Madeira).

Os dados fazem parte do Retrato dos Jovens divulgado pela Pordata em Maio, com base em estatísticas de 2015. No Dia Mundial da Juventude, que hoje se assinala, fomos procurar explicações para o que se passa nas ilhas, num país que, em geral, caminha para o envelhecimento: o número de jovens dos 15 aos 24 anos cai há duas décadas, consequência da diminuição da natalidade principiada nos anos 1970. E para encontrar explicações é preciso olhar para o momento em que estes jovens dos Açores e da Madeira nasceram: entre 1993 e 2002.

A demógrafa Gilberta Rocha, coordenadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade dos Açores, começa por sublinhar a natalidade “bastante elevada” no arquipélago, que se manteve durante o século XX, e até aos últimos anos, acima da média nacional. “Os arquipélagos sempre foram as ilhas fecundas do país, tendo por isso os concelhos mais jovens. Até aos anos 80 eram relativamente semelhantes ao Norte”, no continente.

Por: Margarida David Cardoso
Fonte/Fotos: Jornal online “O Público”



Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot