fazer um site gratis no aqui

domingo, 14 de junho de 2015

AGRUPAMENTO DOS ESCUTEIROS 766 DA POVOAÇÃO HONROU O SEU PATRONO SANTO ANTÓNIO

Ontem, 13 de Junho de 2015, o Agrupamento dos Escuteiros 766 da Povoação honrou o seu patrono, Santo António, saindo em marcha com a sua Charanga para a Igreja Matriz para a celebração da Eucaristia.

Este foi um dia de Festa e de convivência entre os elementos desta importante Instituição concelhia, pois honrar aquele que adotaram como seu Patrono é motivo de alegria, satisfação e sentimento.


No final da Missa o Pároco João Ponte benzeu uns pãezinhos confecionados pelo agrupamento 766, piedoso gesto do “Pão dos Pobres de Santo António”. “António comovia-se tanto com a pobreza que, certa vez, distribuiu aos pobres todo os pão do convento em que viva.” A partir de acontecimentos como este, espalhou-se por todo o mundo, o costume de colocar nas igrejas uma caixa para esmolas do “Pão dos pobres”. Os pãezinhos depois de benzidos foram distribuídos aos paroquianos.

Um Olhar Povoacense endereça os Parabéns a toda a Instituição pela iniciativa, bem como é de enaltecer o esforço dos(as) chefes e de todos os escuteiros pela sua entrega e dedicação ao Agrupamento 766! 


Santo António de Lisboa

Fernando de seu nome de batismo, Santo António de Lisboa, ou Santo António de Pádua, nasceu por volta de 1195, em Lisboa, e morreu a 13 de junho de 1231, em Pádua, na Itália.

Aos vinte anos professou a vida religiosa entre os Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, no Mosteiro de S. Vicente de Fora. Ordenado sacerdote em 1220, fez-se frade franciscano no eremitério de Santo Antão dos Olivais, partindo depois para Marrocos em missão de apostolado aos muçulmanos.

Foi dos mais categorizados representantes da cultura cristã no período de transição da pré-escolástica para a escolástica. Figura notável pela sua erudição, impôs-se também pelo exemplo na pregação solene e doutrinal, na discussão com os hereges e no ensino nas escolas conventuais. Por isso, é ainda hoje considerado uma das personalidades franciscanas mais significativas.

Foi canonizado pelo papa Gregório IX, em 30 de maio de 1233. Em Pádua foi erigida uma conhecida basílica em sua memória, e lá se encontram as suas relíquias.

Oração e bênção de Santo António

Eis a Cruz do Senhor:

Presenças inimigas fugi!
Venceu o Leão da Tribo Judá,
Filho de David! Aleluia!

(Breve)

O Senhor Jesus Cristo esteja junto de nós, para Nos defender;
Dentro de nós, para nos Conservar;
À frente de Nós, para Nos guiar;
Atrás de nós para nos Guardar;
Sobre Nós para nos Abençoar;
Ele que, com o Pai e o Espírito Santo,
vive e reina por todo o sempre.
Ámen.

A bênção de Deus, todo Poderoso,
Pai, Filho e Espírito Santo desça sobre nós
e permaneça para sempre.
Ámen.





















Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot