fazer um site gratis no aqui

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

FESTIVAL DA POVOAÇÃO ENCERRA COM LUDMILLA A LEVAR OS MICAELENSES AO ÊXTASE


O Festival da Povoação fechou com chave d’Ouro com a brasileira Ludmilla que chegou e arrasou no palco Nissan. Foi um fim-de-semana intenso que arrastou milhares de festivaleiros ao primeiro povoado da ilha de São Miguel. “Tínhamos a expectativa de trazer 20 mil pessoas à Povoação durante esta semana e pelas nossas contas este objetivo foi cumprido. Tivemos três dias de bom ambiente na vila, boa música em cima do palco, muito divertimento, portanto o objectivo, neste aspecto, foi alcançado, explicou o Presidente da Associação de Juventude do Concelho da Povoação, João Paulo Ávila.

Este ano o Festival da Povoação voltou ao recinto onde se realizava há uns anos atrás, o que obrigou a uma logística diferente, que, novamente, primou pela excelência. “É o resultado do trabalho de um ano inteiro e sem a ajuda de todos os membros da associação e dos voluntários nada disso seria possível. Foi um desafio enorme porque voltámos ao recinto que tínhamos até 2012 e montar uma logística nova foi deveras desafiante. Conseguimos criar um espaço com zonas diferenciadas o que resultou muito bem”, acrescentou João Paulo Ávila.

Matay, HMB, Ludmilla e vários Djs animaram três dias de Festival da Povoação By Nissan que este ano trouxe os russos Matisse e Sadko e o australiano Will Sparks, um dos ases da música electrónica, acostumado aos grandes palcos mundiais. “Este ano tivemos a melhor dupla russa de Dj’s e também o melhor australiano nesta área. A verdade é que foi uma aposta vencedora porque são artistas que estão habituados aos melhores palcos de música electrónica do mundo e foi com satisfação que conseguimos trazer estes três artistas à Povoação”, adiantou o Presidente da Associação de Juventude da Povoação.

Recorde-se que no Festival da Povoação “bom c’mó milho” marcaram presença no palco artistas internacionais, nacionais e regionais com o grande destaque para a braliseira Ludmilla, que esteve, pela primeira vez, nos Açores.

Os HMB foram outro dos grupos, já galardoados com Globos de Ouro para “Melhor Canção” e “Melhor Grupo”, que fizeram um grande espectáculo na Povoação, assim como Matay, que encantou os festivaleiros com os êxitos"O que tu dás" e "Dizer que não".

João Moniz e the Daydreamers, Romeu Bairos e Blif à Regional e ainda Unknown Band foram os artistas regionais que abriram as noites de festa e os Dj’s Will Sparks, Matisse e Sadko, Nokin e os locais Diogo Amaral e Dirty Drum Beats, transformaram o recinto do Festival numa grande pista de dança.

À frente dos destinos da Associação de Juventude, há dois anos, João Paulo Ávila confirmou que o “maior desafio é manter a qualidade do Festival da Povoação mas também temos outros objetivos. Como sabem nós apoiamos muito o que é feito no concelho da Povoação e, não nos querendo substituir a ninguém, pretendemos avançar, em 2019, com mais uma edição da Feira de Produtos Locais e Artesanato porque os nossos artesãos e a nossa gastronomia merecem”, concluiu.


Povoação, segunda-feira, 20 agosto de 2018

E.M./Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal da Povoação

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot