fazer um site gratis no aqui

sábado, 9 de junho de 2018

SEGURANÇA: ALERTA MÁXIMO NAS COMEMORAÇÕES DO 10 DE JUNHO EM PONTA DELGADA


Foto de: Um Olhar Povoacense

O Jornal nacional “O Sol” apresenta hoje como notícia de capa “Segurança Alerta Máximo” onde diz que as autoridades  identificaram 3 muçulmanos suspeitos nos Açores. 

Afinal tudo não passou de um falso alarme, tratando-se apenas de turistas que tinham saído de Lisboa para visitar os Açores. Regressaram à capital portuguesa na madrugada de ontem, onde ainda estão alojados num hotel.
______________________________________________________

SEGURANÇA EM ALERTA COM OBAMA E AGA KHAN

SIS atribuiu risco significativo à festa do príncipe ismaelita em Lisboa. Portugal continua a ser falado no Daesh e suspeitas de atentado já chegaram aos Açores. Polícias estão exaustas.
O nome de Portugal continua a ser referido nos meandros do Daesh e, com Lisboa e o Porto a receberem grandes eventos, as polícias vão estar em estado de alerta no próximo mês e meio. Ao que o SOL apurou, os serviços secretos atribuíram o terceiro nível de ameaça -  numa escala de cinco e que significa risco «significativo» - às comemorações do jubileu do príncipe Aga Khan, que decorrem no Parque das Nações de 5 a 11 de julho,  e ao festival Rock in Rio, que se realiza no Parque da Bela Vista no final deste mês.
Estes eventos acontecem em Portugal numa altura em que o turismo continua a crescer e em que as polícias têm sido chamadas a investigar supostas ameaças terroristas. Anteontem, a PSP identificou três muçulmanos em Ponta Delgada, nos Açores - cidade que este ano recebe as celebrações do 10 de junho. Fontes policiais contaram ao SOL que os três estrangeiros «ultrapassaram um perímetro de segurança que as autoridades tinham montado» e foram detetados a «tirar fotografias». O comportamento foi considerado suspeito e os três homens acabaram identificados e interrogados. «Pediu-se a colaboração da Europol e da Interpol, mas os contactos revelaram que nada pendia sobre eles», conta uma das fontes. Tratou-se, assim, de um falso alarme e os três turistas - que tinham saído de Lisboa para visitar os Açores - regressaram à capital (onde ainda estão, alojados num hotel) na madrugada de ontem. 
Antes, no fim de semana passado, as polícias já tinham estado em alerta: como o jornal i adiantou, foi recebida a indicação de que uma célula marroquina do Daesh poderia levar a cabo um atentado na Fundação de Serralves, no Porto - onde estiveram milhares de pessoas, incluindo o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa. 

Povoação, sábado, 9 de junho de 2018.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot