fazer um site gratis no aqui

sexta-feira, 2 de junho de 2017

FALECEU O POVOACENSE ANICETO CABRAL 1968 - 2017

Recebemos a triste e inesperada notícia do falecimento do Povoacense e nosso amigo Aniceto Pacheco Cabral, contava 49 anos de idade, divorciado de Lúcia de Fátima Pereira Linhares Cabral, filho de Manuel Cabral de Melo (falecido) e de Zelinda Maria Pacheco Rodrigues. Faleceu na passada quarta-feira, 31 de maio, no Hospital Divino Espírito Santo em Ponta Delgada vítima de doença súbita.

São seus irmãos Lina Maria Pacheco Cabral Frias, Maximino Pacheco Cabral, Albino Manuel Pacheco Cabral, Roberto Manuel Pacheco Cabral Melo, Lúcia de Fátima Pacheco Cabral e Beatriz da Conceição Pacheco Cabral.   

Deixou um filho, Rúben Miguel Duarte Pacheco.

Deixa ainda 8 sobrinhos, Wilson Filipe Pacheco Frias, Élia de Fátima Pacheco Frias, Rodrigo Miguel Sousa Cabral, Nuno Miguel Pacheco Cabral, Gonçalo Pacheco Cabral Melo, Diogo Miguel Tavares Cabral, Leandro Tavares Cabral e Mateus Tavares Cabral.

O Aniceto partiu no decorrer de uma gravidez de risco (3 meses) fruto da relação com a sua atual companheira, Lidónia de Fátima Teixeira Oliveira.

Aniceto em baixo na ponta do lado esquerdo
Este nosso amigo que prematuramente nos deixou sem que nada o fizesse prever, no seu percurso de vida há a apontar o seu bom desempenho enquanto atleta na modalidade do atletismo, representando o concelho da Povoação sempre com enorme dedicação e orgulho. Quando o concelho da Povoação encontrava-se no auge desta modalidade a nível de ilha, regional e até nacional, o Aniceto Cabral fazia parte do bom grupo de atletas de fundo e meio fundo do nosso concelho, tendo como treinador Alberto Ferreira. Foram momentos bem passados e vividos ao lado deste povoacense, que era um rapaz pacato, amigo e de bom trato com todos. Também há a salientar os anos que o Aniceto serviu a corporação dos Bombeiros Voluntários da Povoação, um cidadão sempre pronto e disponível a dar Vida por Vida, um cidadão que bem serviu a nossa população enquanto lá esteve, sendo eu testemunho de muitos momentos vividos ao seu lado nesta prestigiada instituição concelhia. Exerceu a profissão de pintor, ofício que aprendeu com o seu pai, sendo habilidoso em outras árias e um bom profissional que serviu muita gente da nossa terra. Claro que nem tudo foi um mar de rosas na vida deste nosso amigo e em certa altura enveredou por caminhos que só a ele o prejudicaram, mas nunca deixou de ser humanamente o Aniceto que outrora conheci, pacato, amigo, respeitador e humilde.

E assim se foi mais um amigo prematuramente, sem aviso, provocando nos seus amigos e a quem de mais perto viveu e conviveu com ele enorme consternação, mas a vida é assim mesmo, nascemos para um dia partir rumo ao Pai, não sabendo o dia nem a hora desta partida, devendo nós todos estar minimamente preparados perante Deus para quando este dia e esta hora chegar.

O funeral do nosso irmão Aniceto realizou-se ontem, 1 de junho, pelas 16h00 com Missa de Corpo Presente na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, celebrada pelo Pe. João Ponte, seguindo rumo à sua última morada, cemitério de Santa Bárbara, Lomba do Carro, Freguesia de Povoação.

A Missa de sétimo dia do nosso irmão Aniceto realiza-se na próxima terça-feira às 18h00 na Igreja Matriz.

Um Olhar Povoacense endereça sentidas condolências em especial à sua mãe e filho, aos seus irmãos, sobrinhos e restantes familiares.

Povoação, sexta-feira, 2 de junho de 2017.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot