fazer um site gratis no aqui

sábado, 29 de abril de 2017

RAFAEL CARVALHO REPRESENTA OS AÇORES NO “ENCONTRO INTERNACIONAL DE VIOLAS DE ARAME”

Rafael Carvalho
De 2 a 4 de Junho Castro Verde promove o Encontro Internacional de Violas de Arame.

O Músico, Compositor e Professor Açoriano Rafael Carvalho, natural da Ribeira Quente, estará presente com a Viola da Terra, em representação dos Açores, ao lado de Pedro Mestre (Viola Campaniça/ Alentejo), José Barros (Viola Braguesa/Minho), Vítor Sardinha (Viola de Arame/Madeira), Eduardo Costa (Viola Amarantina/Douro Litoral), Júlio Pereira (Cavaquinho/Minho) e Chico Lobo (Viola Caipira / Minas Gerais, Brasil).

A selecção dos músicos presentes é uma forma de reconhecimento do trabalho único que estes desenvolvem nas suas Regiões, tentando procurado salvaguardar a origem destas violas, enquanto músicos, investigadores e professores, sendo reconhecido o mérito por parte de várias entidades públicas e privadas, a nível nacional e internacional.

Esta é a Sétima edição deste evento que, em 2010, esteve nos Açores, é uma organização da ACA – Associação de Cante Alentejano Os Cardadores e irá realizar-se no pólo de Castro Verde do Conservatório Regional do Baixo Alentejo.

Este “encontro” visa preservar e valorizar a música tradicional através do dedilhar das violas de arame, as quais assumem denominações, formas e sonoridades próprias, que marcam uma dada região do nosso país, desde o Minho ao Alentejo, passando pelo Douro Litoral, Açores e Madeira, e além-fronteiras, como é o caso da viola caipira (Brasil).

À semelhança das edições anteriores, o “VII Encontro de Violas de Arame” irá contar com Conversas, Oficinas e Concertos, e decorre em simultâneo com o “IV Encontro de Tocadores de Viola Campaniça”.

A presença da Viola da Terra neste evento é de grande importância uma vez que se junta às suas “irmãs” portuguesas e do brasil, dando a conhecer o trabalho que está a ser desenvolvido nos Açores, a diversidade de eventos a favor da valorização da nossa Viola e a riqueza da música tradicional açoriana e dos seus intérpretes, do passado ao presente. É, ainda, a representação dos Açores que está assegurada e a defesa da nossa Viola e das nossas tradições.

Ao mesmo tempo, existe uma troca de contactos, conhecimentos e projectos, formando-se amizades que têm contribuído para uma afirmação das Violas de Arame no panorama Regional, Nacional e Internacional.

O músico Açoriano Rafael Carvalho é professor de Viola da Terra no Conservatório Regional de Ponta Delgada, responsável pela Associação de Juventude Viola da Terra e tem, ainda, 3 livros editados do seu “Método para Viola da Terra”, 2 álbuns a solo: “Origens” e “Paralelo 38”, estando já a preparar um terceiro CD que sairá no Verão composto, quase na sua totalidade, por temas originais em Viola da Terra.

Povoação, sábado, 29 de Abril de 2017.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot