fazer um site gratis no aqui

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

A UMA GRANDE AMIGA QUE DESEMPENHOU UMA MISSÃO DIVINA

Minha amiga Ana do Rego, apesar de há muitos anos não nos encontramos pessoalmente, mas através do Facebook, noto que és e continuas a ser uma pessoa sábia, uma pessoa que sabe transmitir os seus conhecimentos de bem, até mesmo mostrar bons humores para as anedotas que publico. És e foste uma pessoa que me marcou pela positiva, foste a minha primeira catequista, algo de muito bom aprendi contigo através dos teus conhecimentos. Considero que uma Catequista é um anjo que Deus colocou aqui na terra, tem o dom de contagiar as pessoas, de transmitir a palavra de Deus e eu não fugiu á regra, fui uma dessas felizes crianças de apenas 6 anos que me apanhou, e penso que foi 4 anos de catequese contigo, por isso digo que foste o meu Anjo da Guarda.!

Sei muito bem, que ser catequista não é fácil, é uma tarefa que precisa de muita determinação, ânimo e coragem. Pois catequizar é educar crianças, jovens e adultos na fé, é ter formação numa educação que será levada por toda a sua vida, e muito mais naquele tempo de outrora que não era nada fácil ter uma pessoa com alguma formação e conhecimentos como tu, e mais ainda sendo numa pacata freguesia piscatória, pobre e isolada de outras localidades! Ser catequista, também é ser mãe, é preparar encontros, mesmo que não tenha tempo, mas mesmo assim não lhe falta ânimo, também é chegar com sorrisos, mesmo que a sua vida não seja aquele sorriso. É trazer cada vez mais crianças, jovens e adultos para a Igreja, é o catequista que traz pessoas para a comunidade!

É alegria do catequista que contagia a todos e ser catequista não é fácil, mas só quem é catequista pode saber como é uma missão divertida, gratificante!

Não ganhamos dinheiro, mas ganhamos algo bem melhor, o sorriso de uma criança, o agradecimento de um pai! Ser catequista é ver que a semente que plantamos deu frutos!

Parabéns Catequistas por essa missão tão linda, e fostes uma dessas catequistas amiga Ana do Rego.

Que Deus esteja abençoando a cada um, que ele esteja perto de cada um, derramando sobre vocês a bênção dele, dando paciência, ânimo, coragem e força para continuar essa missão!

Que Nossa Senhora esteja colocando o manto sagrado dela em cima de vocês, e que as palavras que saiam de nossa boca sejam sempre proferidas por eles..

Que não seja a gente falando, mas sim Deus falando por nós!

Parabéns catequista, porque Deus continue a abençoar o chamado que recebestes de um Pai que com certeza o ama muito.

“A palavra de Deus é viva, eficaz e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, porque ela penetra até o ponto onde a alma e o espírito se encontram, e até onde as juntas e medulas se tocam, ela sonda os sentimentos e pensamentos mais íntimos.” (Hebreus 4,12)

Sejamos anunciadores dessa riqueza que Deus nos deixou: Sua Palavra!

Sr.ª Ana do Rego rodeada pela sua família
Amiga Ana, poderia estar aqui a dizer muito mais, aliás a escrever um missal, mas vou dizer o que me vai ainda na alma aos meus queridos catequistas, amados por Deus e iluminados pelo Espírito Santo.

Ser catequista é uma brilhante experiência confiada por Deus. Tarefa árdua e gratificante, desafiadora e encantadora. Faz-nos descobrir a nós mesmos, quando desejamos ser luz na vida do outro. Ajuda-nos a encontrar nosso próprio caminho, no momento em que nos dispomos a iluminar o caminho de alguém.

O catequista é aquele que sempre tem um brilho de esperança no olhar, aquele que acredita e sonha com um futuro melhor, mais humano, com mais amor e menos injustiça. Aquele que deseja transbordar as maravilhas de Deus, para atingir e motivar ao próximo. Aquele que humildemente se põe a aprender a cada nova experiência. Aquele que busca na Palavra de Deus o sentido para sua vida e sua missão.

A tarefa de um catequista é de grande responsabilidade: testemunhar Jesus Cristo e seus ensinamentos. Testemunhar é muito mais do que ensinar ou aprender. É viver!

Como bem dizia São Francisco de Assis: “Pregai o Evangelho; se necessário, use palavras”. Não há melhor forma de ensinar do que com bons exemplos. É preciso transparecer em nosso ser e agir a experiência de ser catequista, que nos alimenta e aprofunda na intimidade com Deus, tornando-nos capazes de testemunhar a beleza de Seu Evangelho.

O Papa Francisco também nos aconselha sobre o Evangelizar: “Quem nos ouve e vê, deve poder ler nas nossas ações aquilo que ouve da nossa boca, e dar glória a Deus”.

Existem pessoas que nos marcam por "uma razão", por "uma estação" ou pela "vida inteira"... Não é por acaso que elas se vão nem por acaso que elas permanecem...

Reflitam!!

Queridos amigos!!

As pessoas que marcam a nossa vida deixam sempre algum conhecimento para nós. Não é por acaso que elas apareceram e depois se vão. O importante é saber que a nossa missão ao lado dessas pessoas foi cumprida, como foi o meu caso. Guarde apenas o que foi bom, lembranças, momentos, e o que não foi bom guarde também como uma recordação, como um amadurecimento. Falo com alguma emoção ou nostalgia da minha primeira catequista, a Ana do Rego , uma pessoa que me marcou profundamente e ainda hoje fico surpreendido com o grau de cultura que ainda possui e pelos conselhos que demonstra, e é notório que tudo o que a amiga Ana do Rego tem de conhecimento foi fruto do seu esforço e dedicação, e de um trabalho bem feito de casa e de uma boa educação por parte dos seus entes queridos pais.

Assim deve ser o catequista, coerente no seu viver como no seu falar. Consciente de sua influência na vida de outrem. Aquele que busca o melhor caminho, mesmo com suas limitações e imperfeições. E principalmente aquele que foi tocado pela Palavra de Deus e a mantém viva a cada dia.

Renovo e nunca é demais dizer: Parabéns Catequistas por essa missão tão linda.

Um forte abraço com saudades e recordações de um tempo que jamais regressa, deste teu amigo João Costa.

Povoação, sexta-feira, 13 de janeiro de 2017.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot