fazer um site gratis no aqui

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

COMBATE CONTRA OS FOGOS GANHA MEIO MILHAR DE ESCUTEIROS ALIADOS

São já perto de 500 os voluntários do Corpo Nacional de Escutas (CNE) que participam em Equipas de Apoio de Retaguarda (EAR) e realizam trabalhos humanitários de apoio a bombeiros e populações.

Nos últimos dias, jovens e adultos têm deixado as suas casas e mesmo, alguns, as suas férias, para participarem nos turnos de trabalho que os vários departamentos regionais de Proteção Civil e Segurança do CNE têm constituído, nomeadamente nas regiões de Aveiro, Coimbra, Lisboa, Madeira, Santarém, Porto, Viana do Castelo e Viseu.

Além disso, muitos outros escuteiros participam em campanhas de recolha de alimentos e bens de 1ª necessidade que posteriormente canalizam para os locais onde são necessários.

Norberto Correia, Chefe Nacional do CNE, fez questão de estar hoje com alguns desses escuteiros, para agradecer a todos o esforço e empenho nesta situação:

“Fiquei impressionado com a organização e o serviço que os escuteiros estão a prestar aqui em Águeda, Oliveira do Bairro e em Anadia, onde pude registar palavras de muito apreço e agradecimento por parte dos Presidentes e Comandantes dos Bombeiros. Sei que as outras equipas, que infelizmente não consigo acompanhar presencialmente por causa da distância, estão a trabalhar com igual esforço e dedicação.

É uma oportunidade de saborear o Serviço em contexto real e uma oportunidade educativa fundamental para os nossos jovens. É muito bom ver que os valores que o Escutismo transmite dão estes frutos tão essenciais para a sociedade e que os nossos escuteiros estão Sempre Alerta nas alturas em que são mais necessários”.

O CNE, através dos seus departamentos regionais, tem lançado nas redes sociais alguns pedidos de apoio de bens que, por indicação da Autoridade Nacional de Proteção Civil ou dos próprios bombeiros, vão sendo necessários, como por exemplo creme para queimaduras, detergente para roupa, barras de cereais ou fruta.

Os responsáveis do CNE salientam a necessidade de um apoio concertado, pelo que não são recomendadas ações sem indicação ou orientação do comando de operações, para não haver desperdício de bens e haver uma canalização de esforços para o que é verdadeiramente necessário.

O Departamento Nacional de Proteção Civil e Segurança do CNE

As Equipas de Apoio de Retaguarda (EAR) são unidades locais onde os voluntários escuteiros prestam serviço, de forma alternada, às várias entidades envolvidas nos teatros de operações, na angariação e fornecimento de alimentação, bebidas, e apoio ao nível de evacuação e informação das populações.

Estas equipas, compostas por jovens acima dos 15 anos e adultos, desempenham um trabalho de segunda linha – trabalhos humanitários em sintonia e por ordem do Comando de Operações (não estando nunca em contacto direto com a extinção de incêndios), em serviços que não colocam em risco os escuteiros, como por exemplo em quarteis de bombeiros, juntas de freguesia, ou nas próprias sedes dos escuteiros.

Atuam exclusivamente sob indicação de cada Comandante de Operações (CO), e prestam apoio logístico essencial:

- Transporte e evacuação de população
- Recolha, triagem e distribuição de bens alimentares e distribuição dos mesmos aos agentes da Proteção Civil e populações
- Recolha de bens de 1ª necessidade

A colaboração entre o CNE (através do Departamento Nacional de Proteção Civil e Segurança) e a Autoridade Nacional de Proteção Civil está definida através do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF), que estipula o respetivo âmbito de competências.

O Corpo Nacional de Escutas

O Escutismo é um Movimento mundial, fundado em 1907, em Inglaterra, por Baden Powell, com o intuito de proporcionar aos jovens uma formação global, de modo a serem cidadãos participativos e responsáveis nas suas comunidades.

O Escutismo é um movimento educacional e formativo, uma escola de ensino não-formal, criado com o propósito de contribuir para a educação integral das crianças e jovens de ambos os sexos, baseado na adesão voluntária a um quadro de valores expressos na Promessa e Lei escutistas, através de um método original que permite a cada jovem ser protagonista do seu próprio crescimento, para que se sinta plenamente realizado e desempenhe um papel construtivo na sociedade.

O Corpo Nacional de Escutas (CNE) - Escutismo Católico Português, foi fundado em 27 de Maio de 1923, e é a maior associação de juventude em Portugal, com mais de 73.000 Escuteiros, distribuídos por cerca de 1030 Agrupamentos, em todas as regiões do país.

O CNE é uma instituição reconhecida de Utilidade Pública pelo Governo, desde 1983. É um movimento da Igreja Católica, cuja fé e doutrina assume, proclama e defende, a ela vinculado nos termos da Carta Católica do Escutismo.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot