fazer um site gratis no aqui

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DA POVOAÇÃO

Foto de: Isabel Leite
Por: Isabel Leite

Exmo. Senhor
Presidente da Câmara Municipal da Povoação

Começo, naturalmente, por cumprimentar V. Exa.

Não sendo uma “filha da terra”, há 23 anos que passo férias na vila da Povoação.

Não posso afirmar que é a sua qualidade urbanística ou que são os seus marcos arquitectónicos que me atraem. Não. São, sem sombra de dúvida, a indizível beleza natural, a total simbiose entre a terra e o mar, o ambiente acolhedor que sempre encontro que me fazem voltar.

No início, enquanto não aprendi a gostar da vila, o tempo passava muito devagar. Chegou, todavia, a altura em que um mês inteiro de Verão passou a saber-me a pouco. Já lá vão muitos anos…

Foto de: Isabel Leite
Há, na vila, um lugar especial onde me habituei a passar horas inesquecíveis – a Praia dos Pelames: um pedaço de areia, protegido por um penhasco verdejante e banhado por um mar convidativo, à vista dessa jóia que é a Igreja de Nossa Senhora do Rosário.

Em 2014, quando me apercebi de que a CMP tinha, finalmente, virado a sua atenção para essa pequena praia, anunciando-o, fiquei satisfeita e entusiasmada. Confesso que aliviada, também. Refiro-me à placa afixada no muro, à entrada, na qual se lê “Câmara Municipal da Povoação. “Praia dos Pelames”. Água balnear identificada com monitorização em curso para candidatura ao galardão bandeira azul e praia acessível. (Portaria nº 27/2014 de 16 de Maio de 2014)”, e a uma outra mencionando importantes indicações a seguir no caso de contacto com caravelas ou águas-vivas. Anteriormente, tinha já havido o cuidado de marcar no pavimento lugares de estacionamento junto à praia e ao porto, e de sinalizar bem os locais importantes (incluindo a praia), sobretudo à entrada da vila, o que, de resto, é habitual que aconteça a propósito do que aparece destacado nos guias turísticos (a Praia dos Pelames, mais uma vez).

Assim, Senhor Presidente da CMP, o que, de todo, não esperava era vir, agora, a encontrar um “pedregal” no lugar de um areal; “pedregal” este que se estende pelo mar adentro. Um espaço abandonado, desprezado, ignorado, insalubre, perigoso, por inacção das instâncias que dele deveriam cuidar!!!

Como é que é possível que uma pequena e convidativa praia esteja neste estado?! V. Exa. poderá argumentar que esta não é a única praia do concelho. Claro que não é – a Praia do Fogo, na Ribeira Quente, sobretudo depois de sucessivas requalificações, atrai muita gente. Também eu gosto imenso de lá estar. E há outras.

Foto de: Isabel Leite
Mas, Senhor Presidente da CMP, não é a conservação e preservação da natureza, sobretudo numa ilha que cada vez mais dela vive, uma prioridade? Os investimentos nacionais e da UE contemplam esta vertente, como V. Exa. bem sabe.

Na vila da Povoação, sede do “concelho mais lindo dos Açores”, vai-se assistindo à abertura de novos estabelecimentos, a par da criação de novos serviços, o que, aos olhos de uma leiga como eu, parece mostrar interesse em fixar a população e em chamar turistas, proporcionando-lhes cada vez melhores condições. Bem ou mal, não me cabe a mim julgar, já que não vivo aqui, nem me considero turista.

Mas o que me cabe a mim, como cidadã e contribuinte, é expressar a surpresa com a atitude de total incúria da CMP no que respeita à Praia dos Pelames. Que razões haverá para que seja esta a tristíssima realidade a que estamos, presentemente, sujeitos?

Todos os governantes têm os seus planos estratégicos. V. Exa. terá o seu. Não o conheço nem tenho a pretensão de o querer discutir. Mas, Senhor Presidente da CMP, acredita mesmo que são estas as condições que a vila deve oferecer aos que a procuram, já para não falar dos que nela vivem? É que cabe a quem assume determinadas responsabilidades, sobretudo a alto nível, zelar pelo que a todos pertence.

Deixar ao abandono, de forma ostensiva, um espaço que é, também, de lazer em época de Verão, demonstra uma enorme ingratidão para com a Natureza!!!

Por isso, Senhor Presidente da CMP, apelo para que prevaleça o respeito por este vestígio da que outrora terá sido a mítica Atlântida, por mais insignificante que lhe possa parecer.

Peço-lhe que aceite, Senhor Presidente da CMP, a expressão da minha consideração.

Povoação, 5 de Agosto de 2016

Texto/Fotos: Isabel Leite

2 comentários:

  1. É tudo culpa dos presidentes!!!😂😂😂

    ResponderEliminar
  2. Muito bem observado ..Muitos parabéns para quem escreveu isto.fico muito feliz por saber que ainda existe gente com opinião própria. ..de facto é uma vergonha ....ter se potencial e não sabe lo aproveitar nem pensar nas pessoas quando aí vivem e que certamente gostam de praia e de aproveitar a época balnear ....custA me a crer como é que se faz um festival sabendo que os jovens que lá vão,durante os dias de verão e de calor o que mais querem é praia e tomar banho ...enfim copiaram o festival pelas festas da praia da vitoria,só que se esqueceram que o que atrai mais gente a praia nem só o festival como as suas praias que ao meu verro são as únicas nos Açores e pra quem não acredita que passe por cá e veja ....

    ResponderEliminar



 
Powered by Blogspot