fazer um site gratis no aqui

domingo, 24 de julho de 2016

MORDOMIA DA LOMBA DO ALCAIDE TENTA RENASCER COM NOVA EQUIPA

Ricardo Jorge Furtado Sousa é um dos atuais Mordomos do Divino Espírito Santo da Lomba do Alcaide, Freguesia de Nossa Senhora dos Remédios, tarefa que divide com Rui Paulo e Marcelino Franco, numa tentativa de reanimar a Mordomia local que se encontrava enfraquecida e com dificuldades. Esta nova equipa colocou mãos à obra promovendo uma série de contatos com entidades concelhias e população local por forma a iniciarem a recuperação da mesma.

É sempre de salutar o esforço que a nossa gente emprega em prol das nossas raízes/tradições, bem como é também de salutar a entreajuda da população e entidades locais na conjugação de esforços para manter ativa a nossa cultura.

Na passada terça-feira numa iniciativa promovida pela Mordomia da Lomba do Alcaide levou a sentar-se à mesma mesa o Sr. Presidente da Câmara Municipal da Povoação, Pedro Melo, em jantar/convívio. Fazer passar as dificuldades com que se debatem, bem como expor todo um conjunto de ideias por forma a combater a má situação da Mordomia do Divino Espírito Santo da Lomba do Alcaide foi o principal objetivo, pois não só as ajudas monetárias contam, havendo uma série de importantes resoluções burocráticas que necessitam de apoio do poder local, até porque esta Mordomia conta com um forte e coeso grupo que dará luta e o seu trabalho em prol da manutenção das tradições locais, tradições essas que foram passando de geração em geração e jamais devem ser abandonadas e devotas ao abandono.

Um Olhar Povoacense foi ao encontro do Mordomo Ricardo Sousa a fim de saber algo mais sobre as pretensões da sua equipa.

Um Olhar Povoacense Quais as principais dificuldades que neste momento se debate a Mordomia da Lomba do Alcaide?

Ricardo Sousa – Ao assumirmos o compromisso de Mordomos fizemo-la com a missão de servir e de não deixar morrer esta secular tradição que está fortemente enraizada na cultura açoriana. Recebemos de herança da Mordomia anterior 10.100,00€ e muita recuperação a fazer em termos de manutenção do seu património, tarefa que não será fácil de concretizar porque as despesas superam largamente a receita. Mas ao assumirmos este compromisso foi com vontade de trabalhar e conseguir o melhor possível para manter a Mordomia ativa e preservada.

U.O.P. Quais as vossas ideias e projetos por forma a dar a volta por cima das dificuldades atuais?

R.S. – Em primeiro lugar a recuperação de criadores de gado a favor do Divino Espírito Santo da Lomba do Alcaide, coisa que já estamos a trabalhar e posso adiantar que neste momento já temos 35 cabeças de gado e os 35 criadores garantidos. O Teatro necessita urgentemente de obras, neste momento encontra-se com o entablamento em forro de criptoméria todo podre e neste capítulo o Presidente da Câmara Municipal da Povoação deu-nos a sua palavra na ajuda da mão-de-obra e materiais. A Casa Alcadense patrimónios da Mordomia também necessidade de obras de manutenção entre outras coisas.

U.O.P. Os Mordomos contam com a ajuda/colaboração da população alcadense?

R.S. – Sim, o povo alcadense é unido e tem muito orgulho nas suas tradições e acima de tudo é um povo crente, com fé, e a favor do Divino Espírito Santo mantêm a sua devoção.

U.O.P. Irão os Mordomos promover em breve alguma actividade de angariação de fundos? Se sim a quem pode participar?

R.S. – Sim, vamos realizar no próximo dia 6 de Agosto o Jantar do “Emigrante”, mas quero deixar bem claro que este jantar não se destina só aos emigrantes mas a toda a população. O nome de jantar do “Emigrante” advém de uma pretensão em estreitar laços com quem teve de deixar a sua casa, as suas festas, as suas vivências da terra que os viu nascer e crescer na procura de uma vida melhor para a sua família noutro país. A ementa será bufê com uma larga variedade da nossa gastronomia, inclusive vamos matar um porco para o efeito.

U.O.P. Mais alguma coisa que queira acrescentar ou expor à população?

R.S. - Em primeiro lugar quero agradecer a abertura do Presidente da Câmara Municipal na aceitação quanto ao convite para se juntar à mesma mesa connosco e dialogarmos, foi um momento agradável e ficamos muito satisfeitos com a sua palavra de incentivo e promessa de ajudar-nos. Apelo em nome dos Mordomos para que a população continue a colaborar de forma ativa e convicta connosco, que pensem positivo e deixem as negatividades de lado, pois o futuro só poderá ser risonho de tivermos todos unidos em torno da mesma causa.




Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot