fazer um site gratis no aqui

quinta-feira, 19 de maio de 2016

FESTIVAL DA POVOAÇÃO CONFIRMA BLASTERJAXX (#19 DJMAG)


No espaço de apenas alguns anos, Blasterjaxx ascenderam numa viagem de produtores relativamente desconhecido para os heróis do panorama atual numa forma surpreendente. Com um som muito energético que é embalado até com grandes riffs, enormes builds, drops mortais e melodias contagiantes, eles têm provado estar entre os produtores e DJs mais emocionantes no panorama EDM. A ascensão meteórica de Thom e Idir ao topo tem trazido desafios, mas eles sempre ficam ao lado um do outro. Juntos, eles têm levado a música de dança electrónica para novos níveis e o seu som ainda está em constante evolução.

Nascidos e criados em Haia, Holanda, Thom Jongkind e Idir Makhlaf recorreram à herança que o seu País tem na música de dança para apresentar um som que interpretam com uma dureza distintiva que os novos tempo podem. Após DJ Chuckie ter dado ao duo a sua primeira ruptura na sua colaboração com Carlos Barbosa em Escucha, na sua Dirty Dutch Music holandesa, os maiores nomes de dança ao redor foram logo competindo pela sua saída.


Desde Tiësto Musical Freedom (Loud & Proud), Spinnin' Records (Gravity, Titan) para Revealed Recordings de Hardwell (Beautiful World), para Steve Aoki Dim Mak Records (Snake, Forever) para Doorn Records (Astronaut), para a Mixmash (Legend Comes To Life), Ultra Music (No Place Like Home), eles foram alicerçando a sua presença. Remixes para nomes como David Guetta, Armin Van Buuren, Tiësto, Steve Aoki e Dimitri Vegas & Like Mike continuaram a cimentar o seu lugar no coração do panorama mundial EDM.

Lançar o seu próprio conceito etiqueta, eventos e programa de rádio Maxximize tem sido a mais recente mudança importante na sua carreira.

Maxximize Records deu uma rampa de lançamento para o futuro, bem como talentos mais estabelecidos como DBSTF, Boostedkids, Breathe Carolina e Jewelz & Sparkz. O pontapé de saída da sua imensa série de festas foi em Roterdão, depois que Nova Iorque e Miami logo seguiram o exemplo, convidando estrelas como Ummet Ozcan, Laidback Luke, Timmy Trompet, Dannic, Danny Ávila e Firebeatz para tocarem ao lado deles. Mesmo Hardwell fez questão de aparecer para uma surpresa back-to-back set.


2015 também viu Blasterjaxx passar por algumas mudanças importantes internamente. Em uma carta aberta publicada na internet, Idir revelou que ele tinha sofrido com ataques de pânico provocada pelo stress das turnês, e que ele deixaria de tocar ao lado de Thom. No entanto, continua com o trabalho em estúdio, permanecendo-se comprometido em tornar o projecto Blasterjaxx um sucesso maior do que nunca.

"Blasterjaxx será sempre Thom e eu", disse ele, "só que os nossos papéis vão mudar. Temos completamente sincronizado os nossos sets em estúdio para ASSOCIAÇÃO DE JUVENTUDE DO CONCELHO DA POVOAÇÃO, AJCP AJCPOV @MAIL.COM garantir que possamos continuar o nosso processo de produção integrado como antes e sei que Thom irá rebentar no palco como ele sempre faz".


"A música é a nossa religião" é o seu lema, e é claro que com o seu compromisso de manter Blasterjaxx vivo - e com o duo mais saudável e mais focado do que nunca - que eles significam.

Blasterjaxx alcançaram o número 19 no famoso ranking Dj Mag e este ano encontramo-los a meio do percurso do descobrimento do Festival da Povoação que será Bom C’mó Milho.

Povoação, 19 de Maio de 2016

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot