fazer um site gratis no aqui

terça-feira, 19 de abril de 2016

ALUNOS DAS FURNAS CRIAM PROJETO ORIGINAL NA PRESERVAÇÃO DA IDENTIDADE CULTURAL (VÍDEO)

“Em busca da nossa Identidade: Quem somos?” é o nome da exposição do projeto inédito, no contexto escolar açoriano, realizado pelo Clube Raízes da Escola Básica 1,2,3/JI das Furnas, no âmbito da criação de um laboratório de “Oficina de Memórias”.

O projeto, que contou com o apoio científico do Centro Investigação de História d’ Aquem e d’ Além-Mar (CHAM) da Universidade dos Açores e da Universidade Nova de Lisboa, culminou com a inauguração de uma exposição que retrata várias vivências dos antepassados dos alunos das Furnas e da Ribeira Quente que frequentam o estabelecimento de ensino.

A exposição etnográfica está aglomerada em seis núcleos dispersos pela escola: a lenda dá início ao primeiro núcleo, passando pela gastronomia, ofícios desenvolvidos pelo povo, a chegada das novas tecnologias e do turismo, a abertura dos túneis da Ribeira Quente, terminando, o último núcleo, na escola com uma secretária e documentos antigos, alguns do século XIX. “Este projeto surgiu em 2008 mas só há três anos é que nasceu o Clube Raízes que contou com a colaboração não só dos alunos mas também dos pais”, explicou Elsa Gouveia, professora responsável pelo projeto, na ocasião da inauguração da exposição. Segundo a mesma “os pais e encarregados de educação doaram peças e vieram à escola transmitir os seus conhecimentos que foram fundamentais para depois o CHAM dar o seu cunho científico a todo o trabalho que andamos a desenvolver”.

Elsa Gouveia referiu ainda que “Não fazia sentido ficarmos com os objetos guardados e não mostrar à comunidade. Nesta exposição os objetos estão espalhados pela escola como se fossem pequenas oficinas de memória que pudessem lembrar essas histórias passadas”.

Duarte Chaves, investigador do CHAM afirmou, na altura, que “a exposição é apenas um vértice de um projeto muito mais alargado, isto é, um laboratório de memória que foi construído na escola. O projeto contou com vários investigadores não só da área de arqueologia, como também da história, do património cultural, da museologia e da arquitetura que fizeram um acompanhamento às várias sessões do Clube Raízes, onde depois os objetos foram guardados, inventariados e classificados com o nosso apoio”.

“Esta exposição é um elemento importante na criação da identidade cultural do Vale das Furnas e gostávamos que as outras escolas seguissem também este exemplo”, concluiu o investigador, Duarte Chaves.

Rui Fravica Melo, Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Povoação, que esteve presente na inauguração da exposição, deixou o desafio para que o projeto se estendesse a todas as escolas do município, “porque conta a história da nossa terra, das nossas gentes e é esta herança que é passada para as novas gerações, que acabam por se envolver no processo da preservação da nossa identidade”.

Recorde-se que a exposição “Em busca da nossa Identidade: Quem somos?” contou com a colaboração dos alunos professores, auxiliares e colaboradores e foi executada pelos professores Pedro Basílio e Telma Bernardes, seguindo um roteiro da autoria das professoras Elsa Gouveia, Elisa Cabral e membros do Clube Raízes, sob a orientação dos investigadores do CHAM, Duarte Nuno Chaves e Wellington Nascimento.

O principal objetivo do projeto foi estimular e desenvolver competências dos alunos dos 2º e 3º ciclos do Ensino Básico, na área do património, tendo esta atividade resultado na construção de uma «oficina de memória» (pequeno museu da escola), com o intuito de manter vivas as raízes do passado.

Povoação, 19 de abril de 2016

Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal da Povoação

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot