fazer um site gratis no aqui

sábado, 5 de março de 2016

UM BOM GUARDA-REDES FAZ A DIFERENÇA EM QUALQUER EQUIPA (COM VÍDEO)

Luís Cansado e João Costa Bril
Quando estamos a assistir à realização de um jogo de futebol, tanto em camadas jovens como em seniores, chamam-nos (como é o meu caso) logo à atenção são os jogadores que ocupam a posição de guarda-redes. E, isto porquê? Porque grande parte das vezes, quando um guarda-redes consegue fazer aquela grande e excelente defesa, todos ou quase todos os espectadores de imediato levantam-se porque toda a atenção foca-se ou destaca-se exclusivamente no momento final da defesa, naquele momento em que todos começam a gritar golo e a magia surge entre os postes, aliás entre as mãos do guarda-redes, muito bem segura! São também, nesses verdadeiros momentos que se vê as excelentes posturas desses grandes guardiões…ou, na verdade, essa magnífica defesa começa a ser desenhada uns milésimos de segundo antes do tal adorado momento. Sim, uns milésimos de segundo! Para um guarda-redes podem ditar o sucesso ou o fracasso, a defesa da noite ou o golo da vitória do adversário...

Luís Cansado
Tenho acompanhado muitas realizações de jogos de futebol, em especial de camadas jovens, e uma das primeiras coisas que eu observo mal chego ao campo, são os jovens guarda-redes, porque tem muito sentido para mim, porque faz-me reviver um passado, até por acaso bem risonho na posição de guarda-redes, mas neste caso de futebol de “5” cinco, que descrevo com muito orgulho, mas um orgulho saudável. Tenho assistido a alguns jovens guarda-redes com excelentes qualidades de irem mais além, ou seja, chegar a um outro patamar mais glorioso, e todos eles sabem a quem me refiro. Mas há um que “chamou-me” mais à atenção, pelo seu comportamento quer dentro e fora de postes, pelas técnicas na recepção de bola, pelos passos rápidos, pelos deslocamentos, ou seja, pelas remoções e desvios rápidos com a bola…aqueles “pulinhos” curtos e rápidos, que para quem tem uma boa visão de jogo é bastante notório ou observado nos grandes guarda-redes, ou naqueles que aspiram um dia sê-los, visto que eles são tão importantes como as técnicas específicas de queda e de recepção de bola, enfim…

Luís Cansado
Falo de um jovem promissor guarda-redes que desde do primeiro minuto que lhe vi jogar chamou-me logo á atenção, jovem este que já milita no escalão sénior do Sporting Club Ideal, de nome Luís Cansado. Não me admira nada, o jovem Luís de apenas 17 anos, já estar a representar aquele grande Clube, até porque, diz-nos a história, vários dos melhores guarda-redes de sempre afirmaram-se numa equipa sénior ainda em idade precoce. Buffon, Casillas ou Neuer, por exemplo, apenas para citar alguns dos mais mediáticos da actualidade. Contudo, não sou, e afirmo aqui, que, não sou um “expert” na matéria, mas tenho os meus conhecimentos próprios, não prevejo o futuro, mas imagino muitas vezes, é-me impossível prevê-lo, posso é ter um palpite como se costuma dizer, mas penso que o primeiro passo está dado, muitas vezes, por ser o mais difícil, é também o mais importante. Dou-vos um exemplo: “No caso de Lafont, ao ser titular frente ao Nice, tornou-se o mais jovem guarda-redes da história da Liga francesa, com 16 anos e dois meses. A anterior marca pertencia a Mickael Landreau que, aos 17 anos e cinco meses, foi titular num Nantes-Bastia”, não quero isto dizer que o referido jovem Luís seguirá esse percurso, porque não adivinho, mas quem sabe um dia, poderá chegar a um outro patamar de maior dimensão?

Luís Cansado e o seu treinador Hélder Espanhol
O futuro dirá… se por acaso pertencesse à Federação Portuguesa de Futebol, ou então, Secretário do Desporto no Governo da República, tentaria a todo o custo, mesmo que não pudesse, regulamentar ou renovar alguma legislação a nível do desporto, nomeadamente do futebol, a fim de não entrar nos Clubes Portugueses guarda-redes de outros países porque em Portugal Continental e nos arquipélagos dos Açores e Madeira temos muitos jovens talentos suficientes para ocuparem esses lugares de destaque nas balizas portuguesas com muito mérito e quem sabe muito melhor desses que vêm de fora. Será? É triste e nesse âmbito, na Liga portuguesa predominam guardiões estrangeiros, penso que essa mentalidade ou pensamento é preciso mudar. A comunicação do guarda-redes com os seus companheiros de equipa sempre foi vista como sendo um atributo e característica associada ao bom desempenho da organização defensiva e da equipa. Contudo, falar acertadamente durante o jogo não é tarefa fácil! O guarda-redes vai adquirindo, através da experiência e de situações diferenciadas de jogo, novos padrões de comunicação com os seus companheiros, de forma a tornar o processo comunicativo, pouco complexo e eficaz! A maioria dos discursos feitos pelo guarda-redes durante o jogo é criada através da sua leitura do jogo, algo que também sofre muitas melhorias durante os anos... Assim, compreende-se o facto de os guarda-redes mais jovens terem bastante dificuldade em estabelecer comunicação com os seus companheiros de equipa e a utilizar uma "linguagem de jogo", por simplesmente não terem vivenciado um número de experiências suficientes para que o possam fazer com segurança. Contudo, falar acertadamente durante o jogo não é tarefa fácil!

Amigo Luís Cansado, só desejo-te toda a felicidade do mundo e que Deus abençõe e ilumine o teu caminho e que a cada dia que passe, que ele te guie e que tu sempre saibas qual o caminho certo a seguir!
Serei sempre seu amigo…

Um abraço!

João Costa Bril

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot