fazer um site gratis no aqui

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

APOSTO UM EURO

Já estou farto de brincar ao berlinde, já não vejo este jogo à minha frente.

Estou farto! Farto…

Tens razão António; Eu não quero jogar mais, perdi cinco vezes seguidas; Pois é… Vocês querem deixar de jogar porque estão a perder?

Nada disso! É que me doem as costas; Vamos brincar a outra coisa qualquer José?

Hó Chico, a que jogo é que vamos jogar?

Ás escondidas…

À isso não, já jogamos tantas vezes… Vamos jogar ao pião; Nem pensar isso é bom…

Ainda ontem eu parti um vidro à tia Rosalina… Vocês não queiram apanhar a sova que eu apanhei. A tia Rosalina fez queixa a meu pai e ainda tenho o corpo dorido.

A mim não me dói nada!

Mas que graça… Faz-me cócegas Mário, talvez eu me ria depois de amanhã; Tive uma grande ideia se vocês concordarem.

Que ideia é?

E de vocês irem apanhar uma das minhas galinhas no meu galinheiro.

Mas que ideia tão disparatada.

Isto é o que vocês julgam.

Aposto qualquer coisa como nenhum de vocês apanha uma galinha das minhas.

Ó José tu és tolo?

Põe-me o dedo na boca se queres ver como eu mordo.

Mas tu és algum cachorro?

És muito engraçadinho Chico… eu não sou cachorro e estava a falar a sério com vocês. Então explica porque é que a gente não consegue apanhar uma das tuas galinhas?

Eu já explico António!

É que o meu galo não deixa, ele é mau e atira-se às pessoas.
Vamos ver esse galo!

A tua mãe não se vai zangar com a gente?

Ela não está em casa.

Então vamos, vá Chico…vê se apanhas uma galinha…

E vou apanhar!

Ai… Ai… Ajudem-me que grande bicada me deu o galo; Se vocês não me tivessem ajudado não sei como seria.

O teu galo é reguila José!

Mas o meu é deveras agressivo, é um galo muito senhor da sua crista, é um campeão.

Campeão!... Calhava-te… ele nunca brigou com o meu para ser campeão.

Tens razão!... Mas pergunta aqui ao António o que ele fez ao galo dele.

É verdade… pusemos os dois galos a brigar e o meu saiu derrotado e todo sangrado.

Aposto um euro como o meu galo é que ganha o teu: Apostado vocês… estão ouvindo?

Eu vou buscar o meu galo!... Vocês que venham comigo para me ajudarem a apanhá-lo. Há Chico…

Onde é que tu vais com estes rapazes e este galo?

Mamã… saiba, o nosso galo vai brigar com o galo do José; eu fiz uma aposta.

Chico… Chico…

Eu já te disse que não faças mais apostas com o galo!...Estipurado rapaz, tu pões as galinhas doidas e elas põem menos ovos.

Mamã… Eu prometo que hoje é a última vez.

Senão eu digo que a teu pai e vais saber quantos pães dá um alqueire.

Está bem mãe, eu não volto mais a fazer isso!

Vamos embora antes que a minha mãe se arrependa:

Ó Chico, atira o teu galo para o pátio para junto das galinhas.

Lá vai ele filho de galinha choca, já está a galar uma das galinhas…

Mama lá está José… A galinha está-se sacudindo toda de contente.

Pois o meu galo vai tirar a vez ao teu! Mas os galos ainda não se pegaram, estão a olhar-se… Que grande corrida deu o cavaleiro… E que grande bicada deu ele no campeão; Dá-lhe mais cavaleiro… Dá-lhe, defende aquilo que é teu, não me deixes ficar mal. Eu sabia que isto não ficava assim, o meu campeão já se vingou da afronta… Mais uma bicada… Vai, mais uma… tens de ser o vencedor. Qual dos dois é que vai ganhar?

Fazes uma aposta comigo António?

Eu digo que o campeão é que vai ganhar.

Isso não. Eu digo que vai ser o cavaleiro

Então o que apostas Mário?

Eu aposto a minha navalinha.

E eu aposto o meu pião.

Então está dito.

O campeão já tem a crista a sangrar…grande bicada lhe deu o cavaleiro. O CAMPEÃO está furioso, deu duas bicadas seguidas no cavaleiro que também está a sangrar.

 As galinhas estão alvoraçadas, será que elas estão a tomar partido por algum dos galos?

Hei, rapazes parece que os galos estão dançando a chamarita.
Não é nada disso, é o balho furado, só que eu não gostaria de os desapartar; Ena que grande bicada deu o cavaleiro!

Assim é que é cavaleiro…és o melhor; isso querias tu; o campeão não me vai deixar mal visto…Campeão olha que eu quero ganhar o euro do José…Tu vais mas é perder os berlindes que apostaste…

Isso é o que tu querias não te calha!

Olhem para os galos…

Estão numa luta renhida, pois o campeão já não se aguenta nas canelas; Ai corisco que ainda vou perder a minha navalhinha, e eu que tanto chateei a minha mãe para a comparar na loja do Gagué…

Ela disse-me; há corisco rapaz és teimoso como o carneiro de teu pai…Mas sempre ma comprou.

Anda campeão…Isso mesmo campeão…Dá-lhe mais…assim mesmo é que é…O campeão está a recuperar. Há…há…agora é o cavaleiro que já não se aguenta; Anda corisco cavaleiro, tu estavas a ganhar e agora não podes contigo…As galinhas estão a fazer escarneo de ti; Mais…Mais…Campeão…mostra que és um campeão.

Eu já sabia que o meu galo ganhava; José, o teu galo não presta para nada! O meu é um campeão.

O teu galo é um campeão, mas o meu é mais requinho que o teu…Quero lá saber de o meu ser feio, mas é um campeão …O teu galo não presta ele é maricas. Vocês estão vendo o campeão depois da luta está galando as galinhas…Ah…Ah…E as galinhas estão de roda dele a cacarejar. Ganhaste Chico o euro, meu rico euro, agora é preciso que morra alguma velhinha para me darem outra vez mais um euro…Agora eu me estou lembrando! Eu também perdi a minha navalhinha!

Quando a minha mãe souber, grande sova eu vou apanhar.

Como sou bom a navalhinha agora é minha…Hei-de emprestar-te uma vez ou outra a navalha, para que tua mãe não saiba que ela já não é tua:

Quando ela te perguntar pela navalha dizes à tua mãe que me emprestaste:

Está bem…Tiraste um peso de cima de mim, até já cuspo melhor!

Cá eu não quero mais brigas de galo…Não me meto noutra…

Não digas isso José, ainda ficas a ganhar, o meu galo já galou cinco galinhas, tua mãe deita os ovos, e se tiver sorte na deitadura ainda tira cinco campeãezinhos. Vamos campeão…Não queres que te apanhem estavas a gostar, mas está cansado…

Quando chegar a casa eu vou-te dar meia maquilha de milho e uma gemada…Tu mereces…És o campeão eu sabia…És o meu campeão.

BENJAMIM CARMO

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot