fazer um site gratis no aqui

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

LOJA AÇORES DE FLORIANÓPOLIS MARCA NOVA FASE NO RELACIONAMENTO ENTRE OS AÇORES E SANTA CATARINA, NO BRASIL

O Diretor Regional das Comunidades afirmou, no Brasil, que a abertura da Loja Açores na cidade de Florianópolis “marca uma nova fase e uma proximidade renovada no relacionamento entre os Açores e Santa Catarina”.

“Este espaço pretende ser uma janela aberta para os Açores de hoje e as suas diversas potencialidades, conjugado com a mostra de um legado que marcou, ao longo dos séculos, Florianópolis e que, hoje, faz parte integrante da sua matriz cultural, através do artesanato açoriano que é feito em Santa Catarina pela Casa dos Açores, mas também na Região”, salientou Paulo Teves, que falava terça-feira no Mercado Público de Florianópolis, na inauguração da nova Loja Açores.

Na sua intervenção, Paulo Teves frisou que “a Casa dos Açores de Santa Catarina, como as demais 14 Casas dos Açores espalhadas pelo mundo, tem correspondido ao desafio do Governo Regional no sentido de assumir crescentemente, para além do núcleo essencial da sua ação - a Açorianidade -valências ligadas, por exemplo, à promoção do turismo e das oportunidades da Região nas mais diversas áreas”, acrescentando que “este novo espaço materializa, assim, essa parceria próxima e a vontade de contribuir ativamente no desenvolvimento das nossas ilhas, aliada também a uma cooperação reforçada dos Açores com autoridades públicas brasileiras”.

Nesse sentido, o Diretor Regional das Comunidades destacou o “alto significado” da presença, na inauguração da Loja Açores, do Prefeito de Florianópolis, César Sousa Junior, acompanhado dos secretários municipais da Cultura, Luiz Moukarzel, da Administração, Gustavo Miroski, da Habitação, Domingos Zancanaro, da Assistência Social, Dejair de Oliveira, e da Defesa do Consumidor, Tiago Silva, bem como da Presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Teresinha Debatin, salientando a importância de as Casas dos Açores “contarem também com o apoio das entidades públicas locais, por forma a abrangerem um público mais vasto, terem mais meios à sua disposição e promoverem ainda melhor a proximidade e cooperação com os Açores”.

“Este projeto concretiza, também, uma nova fase de relacionamento, reforçado, que existe entre o Governo dos Açores e as instituições políticas onde estão sediadas as nossas Casas dos Açores”, afirmou Paulo Teves, recordando que a cedência deste espaço foi definida, em março deste ano, durante uma reunião do Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas com o Prefeito César Sousa Júnior e o Presidente da Casa dos Açores, Jone César de Araújo, durante uma visita de Rodrigo Oliveira às comunidades açorianas no sul do Brasil.

A Loja Açores, sendo um projeto que, “de uma forma inovadora, divulga os Açores, disponibilizando informações turísticas e oportunidades de investimento no arquipélago”, tem um espaço dedicado à promoção do artesanato açoriano, com um valioso conjunto de peças de rendas, cerâmica, miolo de figueira e escama de peixe, bem como a coleção recém lançada ‘Azores in a box’, oferecidos pelo Centro Regional de Apoio ao Artesanato.

A nova Loja Açores está situada no Mercado Público de Florianópolis, um edifício do século XIX e um ponto de referência na capital catarinense, cujo espaço foi cedido pela Prefeitura de Florianópolis à Casa dos Açores de Santa Catarina, tendo o Governo Regional dos Açores, através da Direção Regional das Comunidades, apoiado com cinco mil euros a remodelação e construção do seu interior.

O Mercado Público de Florianópolis foi recentemente reinaugurado e disponibiliza mais de uma centena de espaços de promoção da cultura e do artesanato, bem como áreas reservadas à restauração e ao comércio tradicional, registando diariamente cerca de 100 mil visitantes.

Ainda na terça-feira, Paulo Teves esteve presente na cerimónia de tomada de posse da nova Direção da Casa dos Açores de Santa Catarina que, no próximo triénio, depois da liderança de Jone César de Araújo, será presidida por Sérgio Ferreira, um açordescendente de sexta geração que é professor de História na Universidade Federal de Santa Catarina e um profundo conhecedor da presença açoriana no sul do Brasil.


Texto: GaCS/DRCom

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot