fazer um site gratis no aqui

domingo, 19 de julho de 2015

POVOAÇÃO E CRUZ VERMELHA ASSINAM PROTOCOLO

A Câmara Municipal da Povoação e a Cruz Vermelha Portuguesa assinaram ontem, ao final da tarde, no Paços do Concelho, um Protocolo de Cooperação Social que vai permitir o desenvolvimento de várias atividades no município povoacense que visam o associativismo social; a prestação de serviços de saúde pública e de assistência sanitária a estratos sociais desfavorecidos; o apoio à melhoria das condições logísticas do Centro Humanitário de S. Miguel da Cruz Vermelha Portuguesa e a criação de condições para a concretização do Plano de Atividades desta mesma entidade de cariz social.

Na altura, Carlos Ávila referiu que “ainda bem que a Cruz Vermelha chega à Povoação. Nós notamos uma diferença na Cruz Vermelha, nomeadamente na proximidade com as comunidades locais. De facto há uma Cruz Vermelha que se quer aproximar das comunidades mais longínquas e é assim que nós fazemos o bem-fazer”.

A assinatura do Protocolo foi formalizada pelo Presidente Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, Luís Eduardo da Silva Barbosa, por quem o Presidente da Câmara da Povoação nutre grande carinho e admiração. “Conheço-o de lê-lo da sua atuação há muitos anos. Foi Ministro dos Assuntos Sociais e eu a estudar para Serviço Social por isso lia muito do que dizia porque tinha, necessariamente, de o estudar. Reconheci-lho sempre um homem com um grande coração. Um homem de ética arreigada, daquela que nós precisávamos hoje na nossa vida e por isso sinto-me muito honrado com a sua presença porque, de facto, é um homem das minhas referências”.

O Presidente da Cruz Vermelha agradeceu o gesto de simpatia e explicou que do seu ponto de vista “ existem duas palavras que representam o mundo que estamos a viver: a racionalidade da nossa atuação, do uso dos meios que podemos ter e, por outro lado, a humanidade com que a devemos utilizar, se a respeitarmos, certamente, ficamos felizes dentro do nosso voluntariado. Portanto, eu não me posso esquecer que a minha racionalidade tem de estar ao serviço da minha humanidade, porque se assim não for deixa de fazer sentido”.

O Protocolo de Cooperação Social, assinado entre a Câmara da Povoação e a Cruz Vermelha, tem a validade de um ano, com início na data da sua assinatura, reportando ao ano civil de 2015, renovável nos termos e por período que vierem expressamente a ser acordados pelas partes.

Fonte/Foto: Gabinete de Comunicação e Imagem da Câmara Municipal da Povoação

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot