fazer um site gratis no aqui

quinta-feira, 30 de julho de 2015

À MINHA IRMÃ ALEXANDRA

Faz hoje 6 anos que partiu prematuramente a jovem povoacense Alexandra Catarina Vieira Leite Linhares, contava 26 anos de idade.

“Pessoas importantes passam pelas nossas vidas e deixam impressas as impagáveis marcas da saudade” Samuel Ranner.

O amor que sentimos por ti é incondicional ao tempo e à distância. A tua abruta partida pode impedir que te vejamos, que te toquemos, mas nunca nos vai impedir que te amemos.

“Enquanto algumas pessoas fazem de tudo para se tornarem marcantes, outras agem naturalmente e tornam-se inesquecíveis” (autor desconhecido). Obviamente que assim é para aqueles que te amam hoje, amaram-te no passado e amar-te-ão até partirem.

Agradeço a todas as pessoas que nos acompanharam e acompanham com sinceridade e amizade nesta dor que não se explica, não se compreende e não se critica. Felizmente tive a sorte de conhecer e de me surpreender com muitas boas pessoas.

A minha irmã foi sempre uma mulher de paz, de amor, de alegria, de bondade. Sinto-me muito triste com algumas amizades que pereceram, não porque tinham nenhuma obrigação para com ela, mas porque sei que ela levou no seu coração pessoas que não mereciam ocupar aquele espaço. Peço desculpa pela sinceridade mas mesmo não estando cá ela continua a ser a amiga, a prima, a afilhada, a cunhada, a irmã, a filha, a madrinha e sobretudo a mãe de quem está cá.

“Não é porque o céu está nublado que as estrelas morreram”. Chico Buarque

      A uma irmã maravilhosa…

Paula Leite

Povoação, 30 de Julho de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot