fazer um site gratis no aqui

quinta-feira, 21 de maio de 2015

ANABELA ISIDORO REVELOU NAS FURNAS QUE CERCA DE METADE DAS EMPRESAS ADERENTES À MARCA PRIOLO SÃO DE ALOJAMENTO

Anabela Isidoro Diretora Regional dos Recursos Florestais
A Diretora Regional dos Recursos Florestais revelou, nas Furnas, em S. Miguel, que aderiram sete novas empresas na última fase de candidatura à ‘Marca Priolo’, elevando para quatro dezenas as empresas pertencentes a esta rede, das quais quase 50% são de alojamento.

Anabela Isidoro, em declarações à margem do fórum anual da Carta Europeia de Turismo Sustentável nas Terras do Priolo, que decorreu segunda-feira, salientou que a 'Marca Priolo', uma das ações implementadas no âmbito desta Carta Europeia, pretende distinguir as empresas que operam neste território e se esforçam na promoção de um turismo sustentável.

A adesão a esta marca significa, por isso, um compromisso das empresas com a prática de atividades sustentáveis, contribuindo para a conservação das áreas protegidas do território que serve de habitat natural a esta pequena ave, nos concelhos de Nordeste e Povoação, em S. Miguel.

As empresas da 'Marca Priolo' integram uma rede que, contribuindo para uma estratégia de desenvolvimento do turismo sustentável, garante uma promoção e reconhecimento internacional que poderão proporcionar vantagens económicas e sociais no território certificado com o galardão da Carta Europeia de Turismo Sustentável em Áreas Protegidas (CETS).

A Diretora Regional destacou ainda que este galardão, que certifica o território como excelente para a prática de um turismo sustentável em áreas protegidas, inclui a aplicação de um modelo de participação pública que permite a coordenação no território das diferentes instituições e agentes económicos relacionados com o turismo e a conservação da natureza.

No fórum, que decorreu no Centro de Monitorização e Investigação das Furnas com a presença de instituições e empresários parceiros do projeto, foi decidido reforçar a divulgação e promoção do território com o objetivo de atrair mais visitantes.

Neste encontro foram também apresentados os resultados dos inquéritos de satisfação aos visitantes das Terras do Priolo, realizados entre julho e dezembro de 2014, revelando que o turismo da natureza é um dos principais motivos da visita e o pedestrianismo a atividade elegida pelos inquiridos.

A Carta Europeia de Turismo Sustentável nas Terras do Priolo tem como parceiros as secretarias regionais da Agricultura e Ambiente e do Turismo e Transportes, através das direções regionais do Ambiente, dos Recursos Florestais e do Turismo, a Câmara Municipal de Nordeste, a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e a Associação para o Desenvolvimento e Promoção Rural (ASDEPR).

Texto: GaCS/OG

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot