fazer um site gratis no aqui

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

CELEBRA-SE HOJE O DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA O CANCRO

O Dia Mundial de Luta Contra o Cancro celebra-se anualmente no dia 4 de fevereiro. O objetivo do Dia Mundial de Luta Contra o Cancro é desmistificar algumas das ideias pré-concebidas sobre o cancro e informar sobre fatos reais da doença.

A celebração do Dia Mundial baseia-se na Carta de Paris, aprovada em 4 de fevereiro de 2000, na Cimeira Mundial Contra o Cancro para o Novo Milénio. A Carta apela à aliança entre investigadores, profissionais de saúde, doentes, governos e parceiros da indústria no âmbito da prevenção e tratamento do cancro.

“Uma das personalidades do ano de 2014 escolhida pelo conceituado jornalista açoriano Osvaldo Cabral foi Paula Tavares que aqui vemos ao lado da povoacense Susana Medeiros:

PAULA TAVARES – Uma doente com cancro que não se deixou afectar pelas consequências sociais da doença. Expôs-se publicamente, sem medo, e bastou um grito de revolta, em forma de carta, que se tornou viral, contra a injustiça do Serviço Regional de Saúde, no que se refere aos apoios a doentes deslocados, para pôr todos os políticos em sentido e alterarem a lei no parlamento. Encarna o espírito guerreiro de muitas mulheres açorianas que não se deixam silenciar perante as adversidades, numa sociedade cada vez mais egoísta e pouco solidária. Os Açores precisam de muitas vozes com este espírito.”

O Cancro em Portugal

Em Portugal morrem 70 pessoas por dia com cancro, o que significa que, a cada hora que passa, 3 pessoas morrem vítimas da doença. No total, por ano são registados 25.000 óbitos.

Os cancros que mais matam são os do cólon, reto e ânus, assim como os cancros da laringe, brônquios, pulmão e estômago.

Dados sobre o cancro

O cancro é uma das principais causas de morte no mundo. Todos os anos, cerca de 8 milhões de pessoas morrem vítimas de cancro e estima-se que a doença será responsável por mais de 84 milhões de mortes entre 2005 e 2015.

O cancro contabiliza mundialmente mais mortes que VIH/SIDA, tuberculose e malária juntos. Das 7,6 milhões de mortes por cancro no mundo em 2008, mais de 55% ocorreram em regiões menos desenvolvidas. Em 2030, estima-se que de 60 a 70% dos 21,4 milhões de novos casos de cancro ocorrerão nos países em desenvolvimento.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 40% de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detetados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados.

Estima-se que o número de casos de cancro e mortes relacionadas a nível mundial venha a duplicar nos próximos 20 a 40 anos, especialmente nos países em desenvolvimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot