fazer um site gratis no aqui

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A CONSTITUIÇÃO HERÁLDICA DAS ARMAS, BANDEIRA E SELO DO MUNICÍPIO DA POVOAÇÃO

Para quem desconhece o significado dos símbolos que constituem a bandeira do Município da Povoação, aqui têm a oportunidade de ficar a saber e conhecer um pouco melhor a sua razão e história.

Descrevia-se assim no jornal Diário dos Açores datado de 1 de julho de 1939.

Depois de ter sido tomado conhecimento do parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses, e atendendo ao que representou a Comissão Administrativa da Câmara Municipal da Povoação, foi publicada uma portaria determinando que a constituição heráldica das armas, bandeira e selo daquele Município seja a seguinte:

ARMAS – De prata, com uma caravela de ouro ornada de negro, encordoada, mastreada e com âncora do mesmo. A caravela vogando num mar de duas faixas ondadas de verde e acompanhada por dois molhos de duas espigas de milho de ouro, folhadas de verde. Em chefe um açor de sua cor, voando, com uma quina de Portugal nas garras. Listel branco com os dizeres «Vila da Povoação», de negro. Coroa mural de prata de quatro torres.

A prata indicada para o campo das armas e para as velas da caravela, é o metal que na heráldica significa humildade e riqueza. O ouro da caravela e das espigas, simboliza a nobreza, a fidelidade, a constância, o poder. O verde do mar e do folhado das espigas, significa esperança e fé. Heraldicamente o mar é representado por faixas ondadas de prata e de verde. O negro do ornato, mastreado, encordoado e o da âncora, representa heraldicamente a terra e simboliza firmeza e honestidade.

BANDEIRA – Esquartelada de amarelo e de verde. Cordões e borlas de ouro e de verde. Haste e lança douradas.

Como principal valor local é a representação da agricultura, a bandeira é de amarelo e verde, conforme são representadas as espigas de milho e o seu folhado. Quando destinada a cortejos ou outras cerimónias, a bandeira tem um metro quadrado de área e é de seda e bordada. Quando destinada a arvorar, é de filele e terá as dimensões que forem julgadas necessárias, podendo deixar de ter as armas.

SELO – Circular, tendo ao centro as peças das armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro dos círculos concêntricos, os dizeres «Câmara Municipal da Povoação».






Sem comentários:

Enviar um comentário



 
Powered by Blogspot